Operação visa inibir exploração sexual

Com o objetivo de fazer a apreensão de arquivos com conteúdos relacionados a crimes de exploração sexual contra crianças e adolescentes, foi realizada em todo o país na quinta-feira, 17, a Operação Luz na Infância. A ação foi coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública e realizada pelas Policias Civis de cada Estado. O 13° Departamento de Polícia Civil de Barbacena desencadeou a operação nas cidades de Entre Rio de Minas e Barbacena, e contou com a participação de 40 Policiais Civis e 12 viaturas, divididos em duas equipes.

Polícia Civil apreendeu no dia 17 computadores e celulares contendo fotos e vídeos relacionados à pornografia infantil - Foto: Assessoria da 13º Dep da Polícia Civil / Divulgação

Polícia Civil apreendeu no dia 17 computadores e celulares contendo fotos e vídeos relacionados à pornografia infantil – Foto: Assessoria da 13º Dep da Polícia Civil / Divulgação

De acordo com a assessoria do departamento, a operação é resultado de investigação da polícia, que resultou em cumprimento de mandados nos dois municípios. Na cidade de Barbacena foram apreendidos computadores e celulares com conteúdos relacionados a crimes de exploração sexual contra menores, o mesmo ocorreu em Entre Rios de Minas, onde ainda existiam três alvos de investigação, além de um quarto suspeito, que surgiu no decorrer da operação.

Além do material apreendido, durante a ação outros dois suspeitos foram autuados em flagrante conforme o artigo 241-B do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Que diz: é considerado crime, inclusive, o ato de “adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente”.

Ainda durante a semana a polícia apreendeu entopercentes e recuperou veículo.

Apreensões
Diversas denúncias anônimas resultaram em vistorias acerca de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo na noite da quarta-feira, 16. A Operação teve início com o monitoramento da residência do suspeito, localizada na Avenida Santos Dumont, no Bairro Bom Pastor. Durante a ação, os militares puderem observar o momento em que o suspeito identificado como R.A.S., de 22 anos de idade, abriu uma das janelas da residência, no 2° andar, dispensando diversos objetos, sendo eles: uma arma de fogo identificada como um revólver Rossi cal.38, cinco munições, um coldre marron com seis munições intactas, 20 pedras de crack prontas para serem comercializadas e um tablete de maconha do tamanho de uma caixa de fósforo. Diante das circunstâncias, buscas também foram realizadas no interior do imóvel, sendo encontrada em um dos quartos a quantia de R$ 360. O suspeito foi preso e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil, juntamente com o material recolhido.

Por meio de denúncia anônima, a equipe da Polícia Militar recebeu informações de que um suspeito identificado como S.S., estaria acondicionando substâncias ilícitas em meio a uma vegetação atrás do imóvel onde reside, no Bairro Tijuco, em São João del-Rei. Na tarde da quinta-feira, 17, durante as buscas realizadas no local, foram descobertas uma balança de precisão, duas porções de cocaína e três porções de crack. O material foi apreendido e o suspeito não se encontrava no local no momento da vistoria.

Recuperação
Ainda na tarde da quinta-feira, 17, a Central de Operações da Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima informando sobre uma motocicleta abandonada na Avenida Ministro Gabriel Passos, no Bairro Cascalho, em Santa Cruz de Minas. Ao se encaminharem para o local, os militares verificaram no sistema que o veículo era um produto de furto. Diante do ocorrido, a motocicleta, identificada como sendo uma Yamanha XTZ 125 E foi removida e encaminhada ao pátio credenciado.

Postado originalmente por: Gazeta de São João del Rei

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: