Região é contemplada com verba para Saúde

Dez municípios do Campo das Vertentes e outras 53 cidades de Minas Gerais foram contemplados pelo Fundo Nacional de Saúde (FNS) com recursos para compra de ambulâncias e de gabinetes odontológicos. Os recursos foram encaminhados na última semana para as prefeituras.

 Senador Aécio Neves conseguiu recursos para 63 cidades de MG - Foto: Gerdan Wesley / Liderança PSDB / Divulgação

Senador Aécio Neves conseguiu recursos para 63 cidades de MG – Foto: Gerdan Wesley / Liderança PSDB / Divulgação

O senador Aécio Neves (PSDB) destaca que a aplicação dos recursos do FNS é de uso exclusivo para compra de ambulâncias e equipamentos para atendimento odontológico da população. O ex-governador mineiro lembra que as prefeituras vivem graves dificuldades financeiras devido aos repetidos atrasos nos repasses de recursos por parte governo estadual ao longo de mais de um ano.

“Esses recursos atendem a quem precisa da rede pública de saúde, garantem a melhoria de serviços essenciais prestados diretamente nos municípios. Não resolvem os problemas na saúde, porque eles são enormes, mas é uma forma de contribuir com as despesas das prefeituras, hoje tão penalizadas pelas dívidas e pela escassez de recursos do Estado”, disse Aécio.

Vertentes
Dez municípios da região das Vertentes foram contemplados. São eles: Barroso, Conceição da Barra de Minas, Coronel Xavier Chaves, Nazareno, Prados, Resende Costa, Ritápolis, São João del-Rei, São Tiago e Tiradentes.

Benefícios
A saúde é um dos pontos mais importantes e de maior demanda nos municípios. Alguns prefeitos falaram sobre os benefícios que esses recursos trarão para suas cidades.

Altair Alvim (PSDB), o Juju, prefeito de Conceição da Barra de Minas, afirma que a obrigação dos gestores é dar atenção básica, principalmente, na Saúde, bem como a disponibilização de vacinas e serviços odontológicos. “Quanto ao atendimento de média e alta complexidade, nossa obrigação é dar condições aos cidadãos para poder encaminhá-los até os polos de saúde e a ambulância é fundamental para isso. O município pequeno precisa desse tipo de veículo para levar seus pacientes para as cirurgias e atendimentos. Essa ambulância é de suma importância. Se o Governo Federal não conseguisse esse dinheiro como íamos adquirir já que o Estado não repassa o dinheiro?”, questiona o prefeito.

Quanto ao gabinete odontológico, Alvim ressalta que os que faziam atendimento na cidade já estavam defasados e precisavam ser trocados. “Se não fosse esse dinheiro não iriamos conseguir. “Esses repasses do governo federal e emendas do Aécio tem ajudado muito a gente”, finaliza.
O prefeito de Coronel Xavier Chaves, Fúvio Olímpio de Oliveira Pinto (PSDB), afirma que o repasse para aquisição de uma ambulância e um gabinete odontológico veio em boa hora. “O gabinete odontológico do município é bem antigo, do início da década de noventa e já estava planejado a substituição. Em relação à ambulância está também será de extrema utilidade, uma vez que as duas ambulâncias existentes no município também apresentam uma depreciação considerável”.

Aurélio Suenes de Resende (PSD), prefeito de Resende Costa, também ressalta a importância de verba, principalmente para a população. “É uma área com uma demanda muito grande e todo investimento resulta em melhor atendimento ao povo”, explica. “Agora faremos orçamento e licitação para podemos comprar esse material”, afirma Suenes lembrando que com a implantação do gabinete odontológico a cidade poderá ampliar o atendimento na cidade, inclusive na zona rural.

O prefeito de Ritápolis, Higino Zacarias de Sousa (PSDB), ressalta a importância do repasse. “Estávamos precisando de uma ambulância. Além disso, o gabinete odontológico vai complementar o espaço e a demanda da cidade na odontologia. “Vamos atender muito melhor a população de Ritápolis. Esse dinheiro que recebemos ajuda a suprir a necessidade que o município tem nesse momento”, conclui.

Já o prefeito de São João del-Rei, Nivaldo José de Andrade (PSL) afirma que todos os recursos vindos para a cidade são muito bem-vindos. “Os municípios estão sem dinheiro e isso ajuda muito. Nessa crise que vivemos, em que o Estado não manda dinheiro, tudo que vier para a gente é positivo, a gente só tem a agradecer”, finaliza.

Postado originalmente por: Gazeta de São João del Rei

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: