Pedro Cine Fotos
São João del Rei e Região

Registros de incêndio aumentam em 100%

Por: Gazeta de São João del Rei 30/09/2017 1:03

O número de registro de incêndios em setembro nos 15 municípios que o 2º Pelotão do Corpo de Bombeiros abrange aumentou 100% se comparado a 2016. Já em agosto o comparativo teve aumento, porém menor que o registrado em setembro. Foram 50% de ocorrências a mais. A informação é do assessor da corporação, cabo Cristiano Giovanni dos Reis, que destacou ainda que no ano passado inteiro foram 139 ocorrências e em 2017, até o último dia 27, foram mais de 150.

No Rio Acima, chamas chegaram bem perto de edificações - Foto: 2ª Cia Ind dos Bombeiros / Divulgação

No Rio Acima, chamas chegaram bem perto de edificações – Foto: 2ª Cia Ind dos Bombeiros / Divulgação

Só no último final de semana foram quatro incêndios. Todos os casos as chamas colocavam em risco edificações o que aumentaria a periculosidade do incêndio e também maiores danos. Em nenhum deles foi detectada a causa de seu início. Para cabo Giovanni, os altos índices de queimadas levam ainda a refletir acerca dos impactos, causas e consequências para a vegetação e também para a população.

O assessor destaca que esses frequentes incêndios têm atingido grandes áreas de preservação ambiental como a queima de 30 hectares na Serra do Lenheiro e outros 20 ha na Fazenda do Pombal, além de implicar em problemas respiratórios à população devido a fuligem. Ele comenta ainda sobre o desconhecimento das causas desses incêndios. “É muito difícil para nós detectarmos a causa precisa, o que raramente temos são relatos. A maioria desses casos são provocados por ação humana imprudente”, diz.

Em comparação a dados recolhidos no ano passado, Reis aponta o aumento de 10% do número de ocorrências até esse período com relação ao ano passado. “Os levantamentos também mostram para maiores incidências em área rural. Também temos alto número de ocorrências em loteamentos isolados na parte urbana”.

Ele continua que a falta de chuvas é fator determinante uma vez que o mato e o tempo estão secos e o aumento da força dos ventos nesse período espalham as chamas mais rapidamente.

Entretanto, ele indica para possíveis medidas preventivas “Nós trabalhamos com a conscientização por meio de palestras e campanhas midiáticas. Fazemos vistoria em loteamentos porque sua limpeza regular já evita incêndios de maiores proporções. Só há muito fogo por causa de mato alto”, explica.

Incêndios
Como informado pela Assessoria de Comunicação do Corpo de Bombeiros de São João del-Rei, o último sábado, 23, foi marcado por incêndio de grandes proporções registrado em mata nas proximidades do Aeroporto e da Polícia Rodoviária do município. A força do fogo fez com que a prioridade dos militares fosse evitar que as chamas chegassem até os dois prédios citados e outras edificações dos arredores. Para acabar com o fogo, foi demandada ação que durou o dia todo. Porém, domingo de manhã, o fogo retornou ao local chegando a atingir uma plantação de eucaliptos próxima a um resort com o risco de atingir ainda o estacionamento do local. Os militares conseguiram controlar as chamas sem que houvesse maiores danos.

O domingo, 24, foi o dia em que foi registrado maior número de ocorrências relacionadas a incêndios. Em Dores de Campos, à 45 Km de São João del-Rei, por volta das 13h, incêndio que teve início em terreno atingiu a usina de compactação de lixo e materiais recicláveis com o fogo sendo debelado pelos bombeiros.

Em torno das 19h, uma equipe dos bombeiros deslocou-se até o bairro são-joanense Rio Acima onde um incêndio de grandes proporções ameaçava atingir residências. Como informado na nota oficial da ocorrência, o objetivo principal dos militares foi impedir que o fogo chegasse às residências. O controle sobre o fogo da vegetação era muito difícil pelo fato de já estar de noite e por se encontrarem em local de difícil acesso, além da linha de fogo ser de aproximadamente 5 Km o que representaria ainda grandes riscos à segurança do pessoal envolvido. Animais no local sofreram com queimaduras.

Já o último registro foi na terça-feira, 26, quando o Corpo de Bombeiros foi chamado à comparecer, por volta das 15h, até o distrito de Tiradentes, Alto da Águas, próximo a uma pousada. Os militares conseguiram apagar o fogo que ameaçava chegar até a área edificada. A ação durou até às 19h.

Postado originalmente por: Gazeta de São João del Rei

%d blogueiros gostam disto: