Vereadores questionam segurança em São João

O vereador Altamir Zanetti (DEM) pediu espaço no Grande Expediente em sessão da última terça-feira, 6, para questionar o fato de São João del-Rei não estar entre os 30 municípios menos violentos de 2015. Na crítica, lembrou que cidades próximas, como Barbacena, Lavras e Conselheiro Lafaiete, compunham a listagem.

Batalhão de São João del-Rei está localizado na Leite de Castro - Foto: Google Maps / Divulgação

Batalhão de São João del-Rei está localizado na Leite de Castro – Foto: Google Maps / Divulgação

Stefânio Pires (PSL) contrapôs a indignação de Zanetti e afirmou que o resultado era de se esperar, já que São João, além da necessidade de mais policiais para fazer a segurança, é subordinada a Barbacena nesse quesito, enquanto os outros dois municípios têm um índice de desenvolvimento muito superior ao são-joanense.

Números
Os vereadores embasaram as argumentações no Atlas da Violência 2017, divulgado na última segunda-feira, 5, pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). O levantamento apontou que o Brasil registrou, em 2015, 59.080 homicídios. Desse total, 4.532 foram em Minas Gerais, incluindo 27 registrados na região do Campo das Vertentes.

O levantamento contou com a parceria do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) e analisou as taxas de homicídio no país entre 2005 e 2015, além de detalhar os dados por regiões, Unidades da Federação e municípios.

De acordo com a assessoria do IPEA, das 16 cidades da região das Vertentes abrangidas pelo jornal Gazeta, sete tiveram registros de homicídios em 2015. São João del-Rei foi a que teve maior número de registros: um total de 17. Já Santa Cruz de Minas totalizou cinco, enquanto Barroso, Lagoa Dourada, Nazareno, Piedade do Rio Grande e Resende Costa tiveram um homicídio cada.

Do total dos 3.933 municípios analisados pelo Atlas, São João é a 577ª cidade mais violenta do país, seguida de Santa Cruz, que está em 1.587º lugar. Já Barroso, Lagoa Dourada, Nazareno, Piedade do Rio Grande e Resende Costa estão na linha do 3 mil, sendo 3.304º, 3.383º, 3.405º, 3.421º e 3.432º lugares, respectivamente.

Municípios mais pacíficos
Minas Gerais teve Araxá, Barbacena, Conselheiro Lafaiete e Lavras na listagem das cidades menos violentas.

Na outra margem, estados que apresentaram crescimento superior a 100% nas taxas de homicídio no período analisado estão localizados nas regiões Norte e Nordeste. O destaque é o Rio Grande do Norte, com um crescimento de 232%.

Perfil das vítimas
Mais de 318 mil jovens foram assassinados no Brasil entre 2005 e 2015. Apenas em 2015, foram 31.264 homicídios de pessoas com idade entre 15 e 29 anos, uma redução de 3,3% na taxa em relação a 2014. Enquanto em São Paulo houve queda de 49,4% em crimes como esse em onze anos, no Rio Grande do Norte o aumento da taxa de homicídios de jovens foi de 292,3% entre 2014 e 2015.
Os homens jovens continuam sendo os principais alvos, sendo vítimas em mais de 92% dos homicídios. Outro diagnóstico do Atlas é de que a cada 100 pessoas assassinadas no Brasil, 71 são negras. O levantamento aponta ainda que os negros têm chances 23,5% maiores de serem assassinados em relação a brasileiros de outras raças.

Metodologia
Os dados para a confecção do Atlas foram embasados no Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, referentes ao intervalo entre 2005 e 2015.

Também foram utilizadas informações dos registros policiais publicadas no 10º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

Para listar os 30 municípios potencialmente mais e menos violentos do país, o estudo considerou as mortes por agressão (homicídio) e as mortes violentas por causa indeterminada (MVCI).

Postado originalmente por: Gazeta de São João del Rei

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: