Campanha de vacinação apresenta baixo índice de adesão

por Mel Soares

Meta é vacinar 90% dos grupos prioritários

A campanha de vacinação contra a gripe começou no dia 17 de abril tendo como meta imunizar 90% das pessoas inseridas nos grupos prioritários, como idosos e gestantes. Até sexta-feira, a cobertura registrada em Araguari foi de 45%. Mais de mil gestantes são esperadas nos postos, porém apenas 400 compareceram.

Na tarde desta segunda-feira, 15, a reportagem esteve na Unidade Básica de Saúde da Família do bairro Maria Eugênia e acompanhou a aplicação da vacina na gestante Ana Clara Santos, grávida de 5 meses. Receio foi o principal motivo para a demora em procurar o serviço. “São muitas vacinas que a gente precisa tomar quando está grávida. Tenho muito medo de agulha e tentei evitar, mas a médica me falou do quanto é importante e por isso, estou me vacinando”, contou.

Mais de mil gestantes são esperadas nos postos, porém apenas 400 compareceram

Mais de mil gestantes são esperadas nos postos, porém apenas 400 compareceram

 

No sábado, dia 13, foi promovido o Dia D nos postos de saúde. O balanço não foi divulgado pela secretaria de Saúde devido a problemas no sistema digital, mas segundo informou a coordenadora do departamento de Epidemiologia, Lúcia Hirono, houve pouca adesão.

Na opinião da profissional, a mobilização no Dia D é desnecessária tendo em vista que o período da campanha é extenso e os gastos com funcionários como horas extras e alimentação é dispendioso para o município.

Questionada a respeito das recomendações para se imunizar, ela orienta que as pessoas gripadas esperem o desaparecimento dos sintomas. Conforme explicou, aguardar o fortalecimento do sistema imunológico e receber a vacina anualmente é a forma mais correta para obter o efeito desejado.

A campanha termina no dia 26 de maio, e a previsão é de que as atividades não sejam prorrogadas. As unidades de saúde são orientadas a promover os trabalhos de vacinação contra a gripe de segunda à sexta-feira, das 8 às 16h30, no entanto, nem todas cumprem a determinação. Conforme constatado pela reportagem parte delas realiza o atendimento das 9 às 11h e entre 13 e 15h.

O público-alvo da campanha é formado por idosos com mais de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, gestantes, e mães que deram à luz há no máximo 45 dias. Portadores de doenças crônicas não transmissíveis, detentos e funcionários do sistema prisional, também tem direito a vacina.

Postado originalmente por: Gazeta do Triângulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: