Dois casos de óbito por suspeita de H1N1 estão sob investigação em Araguari

por Tatiana Oliveira

Motivos de óbito estão sendo analisados pela Fundação Ezequiel Dias – Funed, de Belo Horizonte. Segundo departamento de Epidemiologia não há como afirmar a causa antes disso

O óbito de uma criança de 10 anos nessa terça-feira foi amplamente discutido em redes sociais por moradores da cidade. Segundo informações dadas pela coordenadora do departamento de Epidemiologia, Lúcia Hirono, a paciente deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento – Upa – com sintomas respiratórios graves e evoluiu para óbito. “A hipótese diagnóstica ainda não está fechada”, conta.

Segundo especialistas, nessa época o organismo está mais sensível a doenças, então os cuidados deve ser redobrados

Segundo especialistas, nessa época o organismo está mais sensível a doenças, então os cuidados deve ser redobrados

 

A coordenadora informou à Gazeta do Triângulo que outro caso de suspeita de H1N1 foi notificado no começo do ano, mas o exame deu negativo. O resultado do exame de secreção que é enviado à Funed leva entre 15 a 20 dias para ficar pronto. Até lá, não há como confirmar a doença que resultou na morte da criança. “O problema é que agora estamos realmente em um período de incidência e prevalência de viroses, dengue, gripe, chikungunya e zica. Não podemos afirmar que a criança teve realmente a gripe A”, elucida.

No início desse mês, outro caso de óbito com suspeita de H1N1 entrou em investigação do departamento de Epidemiologia da secretaria de Saúde, o de um homem de 25 anos que residia em Tupaciguara. De acordo com a assessoria da Santa Casa, o paciente buscou atendimento durante 20 dias na Policlínica de Tupaciguara, foi transferido para a Santa Casa em Araguari em estado grave e faleceu por causas indeterminadas. A equipe médica do hospital suspeita que diferentes doenças possam ter causado a morte do paciente, dentre elas a gripe H1N1. O departamento de Epidemiologia ainda não teve retorno do resultado dos exames do paciente.

Hirono afirma que nas estações outono e inverno a incidência viral é maior e que organismos com o sistema imunológico comprometido estão mais suscetíveis à contaminação. “Deve ser feita a prevenção através de uma alimentação equilibrada, hidratação, hábitos de higienização, evitar aglomeração de pessoas e evitar proximidades de pessoas comprometidas com resfriado e gripe”, diz. Ela também ressalta que não há surto ou epidemia na cidade e poucos casos de H1N1 foram notificados nesse ano.

Campanha de vacinação

A campanha de vacinação contra a gripe teve início nessa segunda-feira, 17, e vai até o dia 26 de maio. “Esperamos vacinar nos grupos operativos uma população de 29.670 pessoas. O grupo maior é de 60 anos ou mais, com 14.529 idosos”, afirma a coordenadora do departamento de Epidemiologia. Para vacinar é necessário levar o cartão de vacina, atestado médico (para portadores de doença crônica), comprovante profissional (professores e agentes de saúde) e Carteira de Identidade.

As unidades estarão abertas de segunda à sexta-feira, das 8h às 16h30 até o dia 26 de maio, sendo que no dia 13 do mesmo mês acontece a Dia D.  Conforme apurado pela reportagem, apenas a unidade do bairro Chancia não irá disponibilizar o serviço, pois a sala de vacina ainda não está totalmente pronta para a realização do procedimento.

O público-alvo da campanha é formado por pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas – e os funcionários do sistema prisional. Portadores de doenças crônicas não transmissíveis, que inclui pessoas com deficiências específicas, também devem se vacinar.

Postado originalmente por: Gazeta do Triângulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: