Justiça condena homem a 13 anos por roubo e estupro em Araguari

Da Redação

Sentença proferida pela juíza Karla Larissa Augusto de Oliveira Brito, que atua como substituta na 1ª Vara Criminal da Comarca de Araguari, condenou a 13 anos e 4 meses de prisão, regime fechado, um acusado de roubo e estupro contra a mesma vítima, em novembro de 2016, nas proximidades do antigo pronto-socorro municipal, região do bairro Miranda.

Segundo a denúncia oferecida pelo Ministério Público, o homem subtraiu um aparelho celular apple/iphone 7 plus e a quantia de 10 reais. Não satisfeito, abusou sexualmente da adolescente, então com 16 anos.

O acusado foi preso em sua casa pela Polícia Civil e negou a autoria dos fatos. Afirmou que na oportunidade estava em outro local usando drogas. A defesa tentou sua liberdade provisória em Belo Horizonte, mas não obteve êxito.

A menor confirmou, com riqueza de detalhes, os fatos ao ser ouvida no Fórum Oswaldo Pieruccetti, inclusive reconhecendo o autor, mesmo depois de este retirar a barba. Uma testemunha também afirmou ter presenciado o homem correndo nas proximidades do local do crime naquela data.

Para a magistrada, nesse tipo de delito a palavra da vítima tem relevante valor, pois em se tratando de crime praticado na clandestinidade, a vítima é a única pessoa hábil a identificar o autor dos fatos.

“Os elementos de prova são hábeis a solidificar a autoria do réu, que em verdade praticou os atos libidinoso e o roubo, não havendo dúvidas acerca da existência dos atos. E as declarações da vítima se encontram em perfeita consonância com a demais provas”, argumentou a juíza, na sentença.

O acusado não poderá recorrer em liberdade.

Postado originalmente por: Gazeta do Triângulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: