Secretária de Trabalho e Ação Social visita irmãs do Mosteiro da Medalha Milagrosa

Da Redação

A secretária Eunice Maria Mendes visitou, esta semana, as irmãs do Mosteiro da Medalha Milagrosa. As irmãs que fazem parte da Congregação vivem há anos em votos de clausura e extrema pobreza, dedicando-se a orações à população araguarina e mundial, sobrevivendo apenas das doações da comunidade.

Secretária de Trabalho e Ação Social visita irmãs do Mosteiro da Medalha Milagrosa

Secretária de Trabalho e Ação Social visita irmãs do Mosteiro da Medalha Milagrosa

 

Em nome da secretaria do Trabalho e Ação Social, Eunice Mendes analisou, em reunião, sobre a possibilidade de oferecer cursos e oficinas de artes para estas irmãs enclausuradas, que vivem apenas em rotina de contemplação e oração.

Em agradecimento, as irmãs presentearam a Secretária com a imagem da Santa Beatriz, fundadora da ordem religiosa de clausura feminina.

COTIDIANO

O dia a dia dessas religiosas é de muito silêncio. Não na simples ausência de vozes, mas numa absoluta quietude, capaz de levar o mais agitado ser humano à introspecção. As mulheres que escolheram viver ali dentro abriram mão da família, do conforto e de um mundo de possibilidades para se dedicarem à forma mais radical de vida religiosa no catolicismo. Na clausura, vivem em oração, sob votos de pobreza, e distantes das influências externas. Ao dizerem ‘sim’ ao convento, passaram a ver o mundo através das grades, numa solidão vazia de pessoas, mas cheia de Deus.

SANTA BEATRIZ

Beatriz nasceu no Século XV em Ceuta, ao norte da África, que se encontrava sob o domínio da coroa de Portugal. Ainda pequena, mudou-se para Portugal com sua família, que cultivou na menina uma profunda devoção a Nossa Senhora da Conceição. Aos vinte anos de idade foi enviada para a Espanha como dama de honra de D. Isabel, neta de D. João I, que se tornou esposa do rei João II de Castela, onde começou seu calvário. Por ser muito bonita, foi fechada em um caixão durante dias pela rainha, com ciúmes e inveja.

Como gesto concreto de agradecimento, Santa Beatriz, aceitando sua vocação para a vida religiosa, recolheu-se no Mosteiro das Dominicanas, onde viveu cerca de 30 anos. Depois, fundou uma Ordem de estrita clausura, caracterizada por três heranças espirituais de Santa Beatriz: o amor à Maria Imaculada, a Paixão de Jesus Cristo e a Santíssima Eucaristia.

Faleceu em 09 de agosto de 1490, tendo sido beatificada em 1926 pelo Papa Pio XI, e canonizada em 03 de outubro de 1976, por Paulo VI.

Postado originalmente por: Gazeta do Triângulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: