Vacina contra a gripe está disponível apenas para público-alvo em Araguari

Da Redação

O Ministério da Saúde anunciou nesta segunda-feira, 5, que fará a liberação de vacinas contra a gripe para todas as faixas etárias. Segundo o órgão, a medida será válida apenas neste ano e visa evitar o desperdício, uma vez que dos 60 milhões de doses adquiridas ainda há aproximadamente 10 milhões disponíveis na rede pública de saúde.

População de grupos prioritários ainda pode receber imunização contra gripe nas unidades de saúde

População de grupos prioritários ainda pode receber imunização contra gripe nas unidades de saúde

 

Apesar disso, em Araguari as doses extras ainda não estão disponíveis para a comunidade. A informação foi repassada pela coordenadora do departamento de Epidemiologia, Maria Lúcia Hirono, que até o fechamento desta edição, não havia recebido nenhuma recomendação por parte da Secretaria de Estado da Saúde, acerca da liberação das doses.

“Não temos nenhuma dose da vacina para disponibilizar àqueles que não fazem parte do público-alvo. A informação que tivemos, é de que a regional de Saúde em Uberlândia também não possui vacinas sobrando para encaminhar aos municípios. Assim, foi feito um pedido de vacinas e estamos aguardando o recebimento,” afirmou.

Enquanto isso, a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe do Ministério da Saúde, segue normalmente até a próxima sexta-feira, dia 9. O objetivo do órgão é ampliar a cobertura vacinal no país, para o cumprimento da meta de imunizar 90% dos grupos prioritários. “Tivemos um aumento na procura de vacinas nos últimos dias, assim, realizamos mais pedido de doses para atender ao público. A campanha segue conforme o cronograma do Ministério da Saúde,” ressaltou.

Podem se vacinar aqueles que fazem parte do grupo de risco, como idosos, professores, crianças de seis meses aos cinco anos, indígenas, detentos, gestantes, pessoas com doenças crônicas e trabalhadores da saúde. Para receber a imunização, podem comparecer às unidades de saúde dos bairros, das 8 às 17h, portando a documentação específica que comprovem sua participação nos grupos prioritários.

Os pais que desejam imunizar crianças entre seis meses e menores de cinco anos devem apresentar somente o cartão de vacina. As pessoas com doenças crônicas precisam levar o atestado médico ou receita de medicamento de uso contínuo que comprove a doença.

A vacina disponibilizada pelo Ministério da Saúde desde o dia 17 de abril protege contra os três subtipos do vírus da gripe determinados pela Organização Mundial da Saúde para este ano (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). Segundo a pasta, estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% e 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.

Campanha Nacional de Vacinação

Na campanha deste ano, o governo espera atingir a meta de imunizar 54 milhões de pessoas, que representam 90% da população considerada de risco para complicações por gripe. Mas, até o momento, somente 76,7% do público-alvo foram vacinados. E nenhum grupo prioritário atingiu a meta de vacinação. De acordo com o último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, 163  pessoas  morreram este ano no Brasil em decorrência da doença.

 

Postado originalmente por: Gazeta do Triângulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: