Vereador busca alternativas para diminuir gastos de contribuintes com troca de ramais

Da Redação

Taxas cobradas pela Superintendência de Água e Esgoto variam entre R$ 200 e R$ 500

O presidente da Câmara Municipal, Luiz Antônio de Oliveira (PSDB), apresentou um requerimento nessa terça-feira, 1º de agosto, solicitando que a prefeitura e a Superintendência de Água e Esgoto (SAE) estudem a criação de uma taxa fixa, que possa cobrir os gastos das trocas de ramais feitas pela autarquia.

Taxas de troca de ramal são cobradas de acordo com a metragem

Taxas de troca de ramal são cobradas de acordo com a metragem

 

De acordo com o vereador, atualmente, o contribuinte gasta cerca de R$ 500 com o serviço de troca de ramal. “Esse é um valor que inclui a compra dos materiais, a taxa de troca de ramal e a taxa de asfalto cobrada pela SAE; é uma questão que incomoda os moradores, pois a renda média per capta em Araguari é de aproximadamente R$ 1.200. Aqueles que recebem esse salário, não têm condições de pagar essa despesa de uma única vez”.

Em seu requerimento, o vereador pede para que a SAE crie uma taxa fixa, com um valor entre R$ 2 e R$ 3, para cobrir os gastos relacionados à troca de ramal. “Dessa forma, o contribuinte levaria mais de dez anos para pagar os R$ 500 e não pesaria no bolso. Nesse valor, estaria incluso o material, a taxa de serviço e a de asfalto”.

Segundo o vereador, a cobrança da taxa irá agilizar o procedimento. “A SAE fará o serviço sem prejuízo ao usuário, que não terá que sair de sua residência para comprar os materiais e não terá que ficar sem água até que o problema seja solucionado. É uma vantagem para o contribuinte”.

O vereador acrescenta que a expectativa para os próximos meses é de que mais problemas relacionados à troca de ramais ocorram no município. “A previsão é que muitas situações como essa ocorram, pois o encanamento da cidade é de aço e pode começar a explodir, gerando muitos custos para a população”.

O superintendente da SAE, André Fabiano dos Reis, comenta que as taxas de troca de ramal são cobradas de acordo com a metragem. “Quando é identificado um vazamento em que é necessária a troca do ramal, o contribuinte adquire os materiais necessários, traz para a SAE e paga as taxas de troca de ramal e asfalto, que variam entre R$ 200 e R$ 500, tomando como base o tamanho do corte que será necessário para a troca, mas assim que recebermos o ofício relacionado ao requerimento, faremos uma análise da legalidade do pedido e da viabilidade da implantação da taxa”.

Postado originalmente por: Gazeta do Triângulo

11 comentários em “Vereador busca alternativas para diminuir gastos de contribuintes com troca de ramais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: