Frio intenso e geadas trazem prejuízos para cafeicultores em Minas Gerais

O problema pode interferir até em safras de café de 2020

O fim de semana foi de prejuízo para os produtores de café das regiões do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. As baixas temperaturas que alcançaram as regiões de Minas afetaram as plantações de café e, segundo alguns especialistas, os danos causados pelo frio podem atingir até as safras de 2020.

Segundo Frederico Elias, presidente da Associação de Cafeicultores da Região de Patrocínio (Acarpa), essas temperaturas muito baixas não eram esperadas pelo setor. De acordo com Frederico, não se pode mensurar o tamanho do prejuízo financeiro e a quantidade de áreas afetadas.

O engenheiro agrônomo Luiz Donizete Ferreira, representante da Associação dos Cafeicultores de Monte Carmelo (Amoca), afirmou que muitas das fazendas da região registraram problemas com geadas no fim de semana. Ele ainda ressaltou que deve se ter cuidado com as safras do próximo ano.

Ainda segundo o engenheiro, será feita uma inspeção nas plantações da região e fazer um balanço dos reflexos negativos e áreas afetadas.

Um produtor que faz parte da Associação de Cafeicultores de Araguari (ACA), comentou que teme que o frio resulte em uma perda total para a safra de café de 2020.

(com supervisão de Victor Veloso)

Anexos para downloads:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: