Polícia Russa resgata bebê que estava preso por cinco meses

Sua própria mãe o teria escondido em um armário

Uma bebê que passou cinco meses em um armário, após ser escondida e presa pela própria mãe, foi encontrada e resgatada pela polícia russa. Segundo as autoridades locais, a criança só sobreviveu porque o irmão dela, de 13 anos, lhe entregava alimentos e água.

O caso foi descoberto durante uma festa na casa. Alguns convidados relataram terem ouvido choro de bebê, porém, Yulia, de 37 anos, mãe da criança, alegou que seria uma boneca. Foi aí que um outro convidado decidiu seguir o barulho e encontrou a menina dentro de uma mochila.

Os investigadores descobriram que a mulher estava tentando esconder de amigos e familiares a gravidez, pois seria fruto de uma relação com um homem casado.

A ideia inicial de Yulia era de matar a criança, porém depois optou por a deixar presa no armário para que morresse com o tempo. O filho mais velho que ajudava a irmã, chegou até a ser ameaçado para não contar do caso.

A mãe vai passar por avaliação psicológica e deve responder criminalmente pelo ato. A menina foi levada para um hospital, pois foi diagnosticada com desnutrição grave.

%d blogueiros gostam disto: