Vereador que teria recebido salário por mais de setes meses sem trabalhar é denunciado em Conselheiro Pena

O legislador teria recebido mais de R$49 mil após ter viajado para o exterior

Uma ação civil foi protocolada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) contra um vereador do município de Conselheiro Pena, na região do Vale do Rio Doce, que teria recebido salários por sete meses sem trabalhar.

O legislador teria saído do cargo para se mudar para o exterior, mas mesmo depois de sua mudança continuou recebendo seus vencimentos. Somando os valores, temos um montante que supera a casa dos R$49 mil recebidos, mesmo fora do cargo.

De acordo com o Ministério Público o mandato do vereador era de 2013 a 2016, porém no dia 11 de junho de 2016, ele teria se mudado para os Estados Unidos. O problema foi que a renúncia não foi oficializada e com isso sua remuneração foi paga até o fim de seu mandato.

Ele já foi alvo de investigação da Câmara Municipal, porém enquanto não havia uma deliberação, o salário continuou sendo pago.

O Promotor de Justiça Samoel Ribeiro de Faria Júnior acredita que o homem responderá por enriquecimento ilícito, dano ao erário e violação aos princípios da moralidade, da honestidade e da lealdade à instituição.

Anexos para downloads:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: