Colostro: como o primeiro leite da mãe beneficia o bebê

O colostro é o primeiro leite que a mulher produz quando começa a amamentar. Diferentemente do leite materno normal, ele costuma ser uma secreção meio amarelada algumas vezes e outras mais esbranquiçadas, além de ter gosto salgado.

Ele contém diversos benefícios para o recém-nascido e por isso é considerado como a primeira vacina do bebê, visto que é rico em nutrientes essenciais para a primeira alimentação.

É possível diferenciar o colostro do leite maduro, pois ele é espesso e contém carotenóides que resultam em sua cor mais amarelada.

Benefícios do colostro para o bebê

Por ser o primeiro alimento do bebê, o colostro é extremamente importante no fortalecimento da imunidade do recém-nascido. De acordo com o ginecologista e obstetra Gustavo Teles, o colostro é capaz de proteger o bebê contra infecções e consequentemente melhorar sua defesa, além de ser um aliado da saúde dos olhos. Isso porque é rico em vitamina A, E e K.

O alimento também é essencial no crescimento saudável do bebê, visto que ele tem em sua composição glóbulos brancos que são responsáveis por produzirem anticorpos.

Segundo o especialista, os anticorpos auxiliam no combate a distúrbios digestivos, fazendo com que o bebê evacue frequentemente, para que tudo que ele ingeriu no ventre da mãe seja esvaziado do intestino, prevenindo-o da icterícia.

Quando começa a sair o colostro?

“A produção do colostro geralmente começa no último trimestre da gravidez, mas pode ocorrer de algumas gestantes produzirem antes ou só depois do nascimento do bebê”, explica o médico Gustavo Teles, especialista em reprodução assistida da Huntington Medicina Reprodutiva.

Após a produção, ele começa a sair das mamas nos três primeiros dias após o parto. A mulher produz o colostro durante mais ou menos uma semana, quando o corpo faz a transição para o leite materno.

Postado originalmente por: Manhuaçu News

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: