Victor se despede e Atlético vence de 3 a 0

Longe dos companheiros, Victor viveu a falsa sensação de solidão de ser goleiro pela última vez na noite deste domingo. Posicionado quase todo tempo um pouco à frente da linha da grande área, viu, a metros de onde estava, os jogadores de linha do Atlético dominarem a URT, que pouco perigo ofereceu. Sozinho – mas apenas fisicamente -, comemorou a estreia no Campeonato Mineiro com vitória por 3 a 0, no Mineirão.
A partir desta segunda-feira, não mais vestirá a camisa número 1 do Atlético – substituída, neste domingo, pela 424, em referência ao número de partidas disputadas pelo clube. Na rodada que vem, verá o ex-adversário e agora amigo Rafael substituí-lo, na partida contra o Tombense, na quinta, às 21h, em Tombos.
Aos 51 minutos, soou o apito final da épica trajetória de Victor no Atlético (ao menos nos gramados). O fim de uma caminhada de quase nove anos, defesas históricas e sete troféus oficiais: quatro estaduais, o da Copa Libertadores, o da Copa do Brasil e o da Recopa Sul-Americana. No fim, as lágrimas do ídolo e os abraços dos companheiros.
Parabéns Victor, um grande goleiro que fez história no futebol do Atlético.
Superesportes

Postado originalmente por: Manhuaçu News

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: