Gerente do Procon Divinópolis dá dicas de como aproveitar a Black Friday sem prejuízos

Acontece nesta sexta-feira (24) em todo o Brasil a Black Friday. Criada nos Estados Unidos no dia seguinte a quinta-feira de Ação de Graças, o evento chegou ao Brasil em 2010, trazendo promoções em lojas físicas e virtuais de pequeno, médio e grande porte na última sexta-feira de novembro. A Ebit, empresa de informações sobre o comércio eletrônico brasileiro projeta um faturamento de R$2,185 bilhões em 2017, cerca de 15% a mais que no ano passado.

No entanto, com as promoções, o consumidor precisa ficar atento as ofertas, analisar e comparar preços para ter certeza de que realmente fez economia, como explica o gerente do Procon de Divinópolis, Ulisses Damas Couto. “Infelizmente, foram constatados por procons e entidades de defesa do consumidor o velho sistema da maquiagem de preços. A empresa mantém o valor mínimo do produto durante um período e vai aproximando da data da Black Friday, esses valores são elevados e mesmo concedendo um desconto, que aparenta ser promocional acaba que o produto sai pelo mesmo preço que estava sendo vendido anteriormente ou até mais caro. Cria a falsa ilusão de que você está comprando o produto com desconto, quando na verdade não está”, disse.

Ulisses ainda explica que a tecnologia pode ajudar o consumidor nesses momentos. Para compras pela internet por exemplo, existem sites que oferecem de forma gratuita comparativos e monitoramento de preços de várias lojas, além do histórico e variação do valor do produto. Outra ferramenta que pode ser utilizada na internet é a verificação de credibilidade da loja e análise de reputação da empresa. “Não são todas as lojas e não são todos os produtos, então você tem que analisar preço por preço, loja por loja. Temos serviços que podem ser usados, como o Ebit, o Reclame Aqui, que são gratuitos. Você pode verificar a credibilidade da loja. Tem a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, que emite um selo para lojas virtuais, você pode verificar se ela está credenciada nesse site”, comentou.

O gerente do Procon ainda deu dicas sobre como guardar documentos para garantir o direito do consumidor em caso de problemas com as compras. Uma das orientações, é exigir a nota fiscal para compras físicas. Com relação a vendas virtuais, as dicas estão relacionadas a mensagens recebidas por e-mail que podem levar a um falso site, que além do prejuízo financeiro, pode roubar dados do consumidor. Caso a loja seja “confiável”, a orientação é guardar e-mails de confirmação da compra, nota fiscal eletrônica e printar a tela do computador com a confirmação do pedido. “Toda a documentação que seja referente a loja. Fez a reclamação na loja onde você comprou, não houve retorno satisfatório, entre em contato com o Procon que aqui a gente vai dar andamento ou encaminhar para outras instâncias ou outros órgãos que possam dar essa solução”, informou.

Ulisses ressalta que todos os direitos do consumidor estão assegurados na Black Friday. “Embora seja um dia de liquidações, todos os direitos do consumidor estão resguardados quanto a entrega de produto, direito de arrependimento, troca, cumprimento da oferta, reparo por vício, todos os direitos estão resguardados. Não faz diferença por ser um dia se é um dia de liquidação, ou de vendas por desconto ou não”, completa.

O Procon Divinópolis fica na Rua Pernambuco, nº60, 9º andar. Telefone (37) 3222-5454.

Postado originalmente por: Nova FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: