Após sofrer tortura, mulher consegue pular de carro e pedir ajuda em Montes Claros

A vítima sofria agressões desde 2012 

Um policial reformado, de 41 anos, foi preso na noite do último sábado (21), suspeito de realizar torturas físicas e psicológicas contra a companheira, de 37, em Montes Claros, no Norte de Minas.

O homem foi buscar a mulher no trabalho e seguiu para um matagal em Cabeceiras, na zona rural da cidade. No local, ele começou a espancá-la de forma violenta. Dentre as agressões, ele cortou as solas dos pés da mulher com um objeto de cerâmica, deu puxões de cabelo e pancadas com um osso de boi.

Após pelo menos uma hora, ele seguiu para a área urbana do município. Ao passar pela avenida João XXIII, em frente ao Hospital Aroldo Tourinho, a vítima conseguiu abrir a porta do carro e correr. Ela entrou na unidade de saúde e pediu ajuda. Os médicos realizaram o atendimento e acionaram a Polícia Militar.

Conforme laudos iniciais do Instituto Médico Legal, a mulher sofreu lesões graves, cruéis e compatíveis com o crime de tortura. A vítima precisou passar por diversos exames e chegou até a desmaiar. Por isso, ela foi encaminhada para a    Santa Casa de Montes Claros para receber atendimento.

Segundo relato da vítima, ela sofria violência desde 2012. O agressor foi detido na casa da mãe e levado para a Delegacia de Plantão. Devido a profissão, ele foi encaminhado para o Batalhão da Polícia Militar. O crime teria motivação passional. O homem pode pegar até 11 anos de prisão por crimes de lesão corporal e tortura.

 

Anexos para downloads:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: