Corpo de Bombeiros adquire equipamentos e elabora protocolo de biossegurança para preservar militares durante a pandemia da Covid-19

Para ajudar no combate à Covid-19 em Minas Gerais, o Corpo de Bombeiros elaborou um protocolo criterioso de biossegurança para garantir a preservação dos militares na atuação operacional diária, o que inclui ações para lidar com vítimas contaminadas ou com suspeita da doença.

Segundo a corporação, os bombeiros do Estado é um dos poucos do país a investir em tecnologias modernas de paramentação e cuidados com a tropa. Desta forma, as ações têm como objetivo evitar a disseminação da Covid-19 na sociedade mineira.

Para atender pacientes graves ou com forte suspeita da doença foram adquiridas 16 macas bolha, sendo este investimento um dos mais inovadores feitos pela corporação. De acordo com os militares, a maca bolha permite que a vítima receba um fluxo de ar no seu entorno, que vai passar por um filtro, impedindo que a guarnição tenha contato com o ar contaminado.

 

Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Também foram adquiridas e distribuídas 1.160 bolsas destinadas a equipamentos de Atendimento Pré-Hospitalar e oxigenoterapia, Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) e materiais para a limpeza e desinfecção de viaturas, materiais e ambientes.

A corporação investiu ainda na compra de tenda de descontaminação e distribuição de materiais para assepsia nas unidades. Todos esses itens adquiridos como máscaras, luvas, tocas, aventais, protetores faciais, botas de borracha, álcool em gel e líquido foram fornecidos para todas as unidades do estado para seguir o protocolo de desinfecção.

 

Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Anexos para downloads:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: