Corpo de Bombeiros padroniza fardamento que conta com tecnologia, segurança e identidade

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais (CBMMG) anunciou que o fardamento cinza não vai ser mais usado pela corporação. Agora, a vestimenta atende padrões internacionais de qualidade, com tecnologia, segurança e identidade.

O material e a visibilidade foram pontos levados em consideração para que ocorresse o processo de troca da vestimenta, que recebeu o nome de fardamento de alta visibilidade.

O novo fardamento possui reforço na região dos cotovelos, faixas retrorefletivas, joelheiras removíveis, ajustadores largos nas mangas e bolso fole, o que são características da tecnologia. Ele também possui fechamento em zíper, reguladores para joelheiras, elástico no cós e costuras reforçadas na calça, sendo está à segurança citada pelos militares. Referente à identidade, a vestimenta de segurança de Alta Visibilidade possui tecido ripstop fluorescente e consolidação da imagem institucional.

O objetivo é que a população reconheça os bombeiros em diversos locais, principalmente nos que se referem à grande circulação de pessoas e no período noturno.

Os bombeiros explicam que o fardamento possui semelhanças com outros uniformes, por causa da exposição de risco.

“O gari e os profissionais que trabalham na manutenção das rodovias, por exemplo, estão expostos a riscos por estarem em via pública, e por isso, devem ser facilmente visualizados pelos motoristas que trafegam nesses locais. Da mesma forma, aqueles que trabalham em obras ou até mesmo esportistas que fazem trilha em mata fechada, costumam também utilizar roupas com cores reflexivas, visando sua segurança, atendendo a normas regulamentadoras ou orientativas”, ressalta a corporação.

Anexos para downloads:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: