Corpo em decomposição é encontrado por trabalhador em ribanceira na zona rural de Claro dos Poções

O corpo de um homem foi resgatado em uma ribanceira com cerca de 40 metros de desnível, na zona rural de Claro dos Poções, no Norte de Minas.

Segundo o Corpo de Bombeiros, os militares precisaram andar a pé pelo menos 3 quilômetros em uma mata fechada. Para resgatar a vítima, eles usaram técnicas de rapel e de salvamento em altura e terrestre.

O corpo foi colocado pelos militares em uma urna da funerária, que foi amarrada para que ela não escorregasse ou abrisse.

A ocorrência durou aproximadamente sete horas. O corpo estava dentro de uma barroca com quatro metros de profundidade. Além dos bombeiros, funcionários de uma funerária e policiais militares também participaram da ação.

De acordo com a polícia, um morador da fazenda encontrou o corpo e acionou os militares. Como o local era de difícil acesso, os policiais contataram os bombeiros.

Willian Aparecido Queiroz Souza, de 33 anos, trabalhava em uma fazenda da região e estava desaparecido há 20 dias. O corpo estava em estado avançado de decomposição e foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Montes Claros.

As causas da morte vão ser investigadas.

Anexos para downloads:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: