Menino de 13 anos desvenda mistério de mulher desaparecida em 1992

Um adolescente, de 13 anos, desvendou o mistério por trás do desaparecimento de uma mulher, em 1992, em Revelstoke, cidade da província de Colúmbia Britânica no Canadá.

Ao atravessar de barco o lago Griffin, Max Werenka avistou um carro no leito. Na ocasião, o nível da água estava baixo.

Quando chegou em casa, o jovem contou para a mãe o que viu. Em seguida, a mulher acionou à Polícia Montada, achando que se tratava de um carro envolvido em um acidente em 2009.

Uma equipe da polícia foi até o local, mas devido à inclinação do Sol, não conseguiu visualizar o veículo.

Mesmo assim, o adolescente resolveu investigar o caso sozinho. Com uma GoPro, ele mergulhou no local e fez imagens do carro, que três dias depois foi levantado pela polícia.

Janet Farris/ Foto: Reprodução

No automóvel, havia o corpo de uma mulher chamada Janet Farris, que estava desaparecida desde 1992, 14 anos antes do jovem detetive nascer.

Segundo a polícia, a mulher estava a caminho de um casamento em Alberta quando sumiu. Após meses de busca, o caso foi encerrado. O filho dela, George Farris, disse à emissora canadense CBC que “a pior coisa era não saber o que havia acontecido”.

A polícia suspeita que o veículo de Janet tenha despencado de uma rodovia que passa ao redor do lago. O garoto ficou conhecido como o “bom detetive” pelos policiais.

Anexos para downloads:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: