Nota de pesar: AMIRT lamenta morte de Renato Lara Júnior

A Associação Mineira de Rádio e Televisão (AMIRT) lamenta, profundamente, a morte do radialista e jornalista Renato Lara Júnior. Ele estava internado desde o dia 16 de março no Hospital Madre Tereza, em Belo Horizonte, e veio a óbito na manhã desta quarta-feira (5).

O radialista, que tinha 45 anos, faleceu após infecções generalizadas provocadas pela Covid-19. O velório será na cidade de São Tiago, na região Central de Minas Gerais.

Juninho, como era carinhosamente chamado, trabalhava na rádio Inconfidência desde 2005. Ele comandava ao lado de Everton Gontijo o programa Delírio e Companhia. Além disso, ele apresentava o programa “Sertanejo Moderno”.

Juninho era apaixonado pelo rádio. Foto: Arquivo Pessoal

O profissional, que era deficiente visual, também participou do quadro “Esportes Sem Barreiras”, do programa Todos os Esportes, na mesma emissora. Ele realizava entrevistas com técnicos e atletas com deficiências diversas.

O radialista prestigiou encontros regionais e participou de diversas solenidades promovidas pela AMIRT. Sempre atencioso, o amor que Juninho sentia pelo rádio era nítido. Ele demonstrava interesse por pautas e temas que valorizassem o veículo. Neste momento de dor, a entidade deseja condolências a amigos, familiares e admiradores do profissional.

 

 

LUCIANO PIMENTA C. PERES

Presidente da AMIRT

MAYRINCK PINTO DE AGUIAR JUNIOR

Vice-presidente da AMIRT

 

 

Anexos para downloads:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: