Prefeito de Bom Despacho pode renunciar cargo, após problemas de saúde

Por motivos de saúde, o prefeito de Bom Despacho, Fernando Cabral (PPS), divulgou carta aberta anunciando seu afastamento. No texto, o chefe do Executivo municipal explica que foi diagnosticado com uma doença hereditária autoimune, ainda sem cura.

A espondilite anquilosante, de acordo com ele, possui graus variados de tratamento e lembra bastante o reumatismo. Porém é comum em jovens e não em idosos. Ainda segundo o prefeito, os tratamentos não são muito eficazes e seguros.

“Na fase que estou sofrendo agora, a doença se manifesta principalmente por dores na coluna vertebral, costelas, músculos, tendões e articulações dos braços, pescoço e bacia. Nos dias piores qualquer movimento se torna muito doloroso mesmo após o uso de analgésicos. Quanto mais tempo eu fico parado (sentado ou deitado), mais as dores aumentam e mais difícil fica reiniciar o movimento, mesmo que apenas para me levantar”, diz a carta.

Na próxima sexta-feira (20), o afastamento do prefeito deve ser normalizado. Além disso, ele deixou claro que dependendo da situação pode renunciar o cargo. Neste caso, quem assumiria seria o vice-prefeito Bertolino da Costa Neto.

“Tenho certeza de que Dr. Bertolino está à altura. Da mesma forma, tenho certeza de que os servidores e servidoras da Prefeitura Municipal de Bom Despacho estão à altura da missão que lhes cabe”.

Anexos para downloads:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: