Câmara Municipal discute medida de remanejamento de profissionais que pode afetar a UPA

Por iniciativa do vereador Edson Souza (MDB), presidente da Comissão de Participação Popular da Câmara Municipal de Divinópolis, foi realizada nesta segunda-feira (10.junho.2019), às 19h, uma Audiência Pública para discutir os problemas estruturais, de funcionalismo e assistências da UPA Padre Roberto em Divinópolis. 

O evento contou com a presença de vereadores Zé Luiz da Farmácia (PMN), Adair Otaviano (MDB), Janete Aparecida (PSD), Josafa Anderson (CDN), Nego do Buriti (Patriota), representantes da UPA Padre Roberto, de entidades sociais, do presidente do Conselho Municipal de Saúde (CMS), Warlon Carlos, do deputado estadual Cleitinho Azevedo (CDN) e população no Plenário Dr. Zózimo Ramos Couto.  Entre os principais temas em pauta, os presentes debateram a política de remanejamento dos profissionais de saúde efetivos, hoje atuantes na UPA, para outras unidades do município. 

Atualmente, segundo informações do Conselho Municipal de Saúde (CMS), existe uma diretriz que pede que 70% dos funcionários que prestam serviços nas unidades de saúde do município sejam concursados. A decisão de remanejamento prevista para a UPA também concorreria com esta medida e cerca de 128 funcionários poderiam ser afetados.  

De acordo com o vereador Edson Souza, o diálogo em torno das propostas de melhoria da unidade de saúde, especialmente, junto ao funcionalismo não tem sido satisfatório. “Nosso debate aqui na Poder Legislativo é no sentido de auxiliar, de media e achar saídas para o problema que a UPA enfrenta hoje. Temos muitos problemas estruturais e assistenciais na UPA e o nosso esforço é no sentido de resolver a situação dessa unidade. Esse debate realizado hoje foi positivo, mas não está encerrado. Vamos continuar nossa luta em prol da saúde de Divinópolis”, afirmou.  

Nova Gestão da UPA 

Outro tema bastante debatido na Audiência Pública foi o fim do contrato da atual gestora da UPA. Atualmente, a Santa Casa de Misericórdia de Formiga faz a gestão da unidade de saúde, mas o seu contrato, após cinco anos de operação, termina no final do mês de setembro. A Prefeitura Municipal de Divinópolis já iniciou os procedimentos de qualificação para que uma Organização Social (OS) assuma a nova gestão por meio de uma licitação. 

 

Postado originalmente por: Portal MPA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: