Em visita à Assembleia, vereador Eduardo Print cobra de deputados aprovação do acordo com a VALE

Será votado ainda nesta semana o acordo do Governo de Minas Gerais com a empresa Vale, responsável pela tragédia ambiental que resultou na morte de dezenas de pessoas e que gerou um grande impacto negativo no bioma da região de Brumadinho. Depois de meses de negociação, Governo e Deputados da Assembleia Legislativa entraram em consenso em relação aos valores que serão repassados de forma imediata aos municípios mineiros.

Em primeiro momento, o acordo prevê transferência direta de R$1,5bi às cidades, em montantes divididos proporcionalmente de acordo com o tamanho e população de cada município.

Para Divinópolis, a expectativa é de que sejam depositados nos cofres da Prefeitura um valor de aproximadamente R$5 milhões até o fim do ano.

Nessa terça-feira (13), o vereador Eduardo Print Júnior (PSDB), presidente da Câmara Municipal, esteve pessoalmente em três gabinetes na Assembleia Legislativa, conversando com deputados sobre a importância da aprovação deste acordo para a cidade de Divinópolis. Na oportunidade, o vereador conversou com os Deputados Cleitinho Azevedo (CDN) e Dalmo Pereira (PSDB), além da Deputada Ione Pinheiro (DEM).

“Temos uma necessidade conhecida por todos que é a finalização do Hospital Público. Essa conclusão, prometida pelo governador Romeu Zema, é à parte deste valor destinado aos municípios, diga-se de passagem. E é uma obra que irá beneficiar uma região de mais de 1 milhão de habitantes”, afirma.

Print reforça ainda que essa destinação faz com que o Hospital pare de ser usado como palanque político. “É um assunto muito importante para ser usado como trampolim de candidatos. É preciso responsabilidade e entender o real valor dessa obra”, cobrou.

Cleitinho Azevedo destacou que seu voto será a favor, e que tem cobrado dos colegas deputados o mesmo posicionamento. “Não só Divinópolis e região irão se beneficiar. É o estado inteiro. Houve essa tragédia ambiental, e esse é o mínimo que a Vale pode fazer, já que não poderão devolver as vidas perdidas”, orientou.

A votação deverá ocorrer nesta quarta-feira (14).

Postado originalmente por: Portal MPA
%d blogueiros gostam disto: