Ex prefeito Vladimir Azevedo responde denuncias de nepotismo apontadas pelo Ministério Público

O ex prefeito Vladimir Azevedo se pronunciou hoje oficialmente por meio de nota contra a denuncia de nepotismo feita pelo Ministério Público de Minas Gerais. No documento Vladimir nega a acusação e cita em um dos trechos uma forma criada no governo passado para coibir a prática no executivo.

Abre aspas  “…fui o primeiro prefeito a criar um documento formal em que todo servidor, antes de ser nomeado assinou, declarando-se apto e ciente das legislações e das  responsabilidades civis e criminais. Acredito que é justamente esta declaração que esta norteando o trabalho do Ministério Publico.”  Fecha aspas.

O Ministério Público de Minas Gerais informou na quarta-feira dia 10, que ofereceu denúncias de crimes de falsidade ideológica e nepotismo cruzado, praticados entre 2012 e 2016, por dez servidores e ex-servidores públicos da Prefeitura e da Câmara Municipal de Divinópolis.

O nepotismo cruzado citado na ação do Ministério Público é quando ocorre o beneficio entre poderes, ou seja, parentes indicados por funcionários e vereadores da Câmara passam a ocupar cargos públicos na prefeitura. O mesmo pode ocorrer de forma contrária indicados do prefeito ou servidores do executivo ocupando cargos no legislativo. O caso segue agora para justiça. Todos os denunciados terão oportunidade de defesa.

Postado originalmente por: Portal MPA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: