Falta de medicamentos compromete o tratamento de divinopolitana; Família pede ajuda

Uma senhora que mora em Divinópolis tem sofrido com a falta de medicamentos. Por um tempo ela conseguiu judicialmente recebê-los, mas depois que encerrou o prazo do benefício, ela tem passado por dificuldades para manter a medicação em dia. 

Edileia Ferreira tem 58 anos e sofre com uma doença chamada glioblastoma multiforme de grau quatro, considerado o nível mais grave do tumor que atinge o cérebro. Para dar continuidade ao tratamento, Edileia precisa tomar doses do medicamento temozolomida, porém atualmente, ela está vivendo sem ele, o que tem complicado o dia a dia. 

Cada caixa do medicamento que Edileia necessita custa R$ 4 mil. Por mês ela precisa de três caixinhas do remédio, o que dá um total de R$ 12 mil. O fornecimento do medicamento através do estado por ordem judicial se encerrou em janeiro de 2017 e desde lá, Edileia tem passado dificuldades para manter a medicação em dia. 

E a cada minuto que passa, a situação de Edileia pode piorar. E para que ela consiga novamente o benefício judicia, a filha não tem medido esforços. Quem puder ajudar pode entrar em contato pelo número de Whatsapp da filha de Edileia, a Crisllen: (37)98818-3057.

Em nota, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais disse que “entende que é de suma importância o fornecimento regular desse medicamento e está empenhando esforços para a normalização da situação o mais breve possível. Tão logo o item seja entregue em nosso almoxarifado, autorizaremos a distribuição a todas regionais de saúde do Estado.”

Postado originalmente por: Portal MPA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: