Governador propõe mudanças na legislação municipal para obrigar novas construções a reaproveitar água da chuva.

A semana em Divinópolis começou chuvosa e deve permanecer assim até o início do feriado. De acordo com o Centro de Climatologia TempoClima PUC Minas, o céu continua encoberto com possibilidade de chuva a qualquer hora. Apesar de a chuva chegar de forma tímida à crise hídrica ainda preocupa o estado.

Sem chuva suficiente, o estado de Minas Gerais já atinge a marca de 266 municípios com situação de emergência decretada. Cerca de 41 cidades atendidas pela COPASA convivem com o drama do racionamento. A estiagem evidencia também outro problema: o aumento nas captações diretas em mananciais, sem investimentos em projetos que possam aumentar a geração de água, como proteção de nascentes e recuperação ambiental, ou em reservatórios que incrementem a capacidade de armazenamento na temporada chuvosa a crise só cresce.

Em um evento nesta semana o governador Fernando Pimentel também chamou atenção para o atual momento do Estado, onde o volume de chuvas caiu em relação à média dos últimos 30 anos. O resultado é que os reservatórios estão todos vazios, os rios estão secando e, cada vez mais, nós somos obrigados a improvisar soluções para buscar resolver este problema.

O governador sugeriu em um evento no Norte de Minas na cidade de Montes Claros que as prefeituras, junto com as Câmaras Municipais de todo o estado, mudem a legislação para que as novas construções tenham um sistema de reaproveitamento de água de chuva.

Postado originalmente por: Portal MPA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: