PF investiga mulher suspeita de receber benefício previdenciário do pai morto em Divinópolis

A Polícia Federal cumpriu nessa terça-feira (6) mandado de busca e apreensão, para combater fraude no recebimento irregular de benefício previdenciário.

A investigação apurou que uma mulher, residente em Divinópolis, curadora do pai já idoso, não realizou o registro do óbito dele, ocorrido em julho de 2015, e continuou a fazer anualmente a “prova de vida” do falecido e o saque dos dois benefícios.

Segundo apurado pela PF, ela já havia sacado até esta data mais de R$ 190 mil, valores estes não atualizados.

A PF representou pela expedição do mandado de busca e apreensão, sendo autorizado pela 2ª vara da Justiça Federal de Divinópolis.  Foram apreendidos os dois cartões dos benefícios, além dos documentos referentes ao enterro do pai. No momento da busca, a mulher confessou que vinha recebendo os benefícios todos estes anos.

Ela não foi presa por não estar em flagrante e irá responder em liberdade pelo crime de estelionato, art. 171 do Código Penal, com pena prevista de 1 a 5 anos, que pode ser aumentada em um terço por se tratar de crime contra entidade de direito público.

Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde, a Polícia Federal prossegue com seu trabalho.

Postado originalmente por: Portal MPA

%d blogueiros gostam disto: