Rascunhos da Vida: Evite o inútil

Sei que deveria evitar algumas discussões, mas às vezes são inevitáveis. Elas vão acontecer quando temos o mesmo ponto de vista central ou quando ele é divergente.

Atos 17.15-34

Retirado do Site: https://www.pexels.com/pt-br/foto/homem-pessoas-escritorio-sentado-3184317/

Há muitos anos quase perdi a amizade de um colega de sala, pois ele não acreditava na existência de Deus. Anos depois descobri ao me encontrar com ele que agora ele era crente. Para que um diálogo possa começar (não uma discussão) é preciso que haja conformidade em pelo menos um ponto central.

Não dá para dialogar com alguém sobre vida eterna se a pessoa não acredita ser possível. É impossível dialogar com alguém sobre a bíblia se a pessoa não acredita em sua veracidade. É desagradável além de não ser possível diálogo com alguém que acredita que seu ex-presidente ou atual não falharam. Em todas essas situações é possível iniciar uma discussão, mas não um diálogo. No entanto, é preciso dizer o que acreditamos sobre tudo em questão de fé.

Paulo diante do Areópago tinha um ponto de diálogo central, a existência de UM DEUS DESCONHECIDO. Ao apresentar seus argumentos alguns creram outros apenas sentiram interesse sobre o assunto. O importante foi apresentar o Deus desconhecido, foi anunciar a mensagem que liberta. Aquele momento fora propiciado pelo Próprio Deus Altíssimo, foi ele sim quem nos fez a mensagem ser transmitida de forma clara e eficiente.

Pense nisso, quando apresentamos nosso pensamento não queremos convencer o outro, mas naquilo que é espiritual deixamos essa tarefa para o Espírito Santo. Mesmo assim nunca deixe de falar diante de um ponto central.

Um grande abraço.
Nos eternos e fraternos laços do amor de Cristo.

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo que evita discussões inúteis, mas adora um bom diálogo.

O post Rascunhos da Vida: Evite o inútil apareceu primeiro em Portal MPA.

Postado originalmente por: Portal MPA

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: