Revisão do IPTU levanta discussão sobre retorno em benefícios para a população e cobrança por redução de comissionados no Município

Na última quarta-feira (1º), o programa Bom Dia Divinópolis recebeu a Secretária da Fazenda, Suzana Xavier, a Diretora de Planejamento Elisa Maria e o Diretor de Arrecadação, Fernando Ferreira, que debateram com Silvio França e o Vereador Eduardo Print Jr, a proposta de revisão na planta de valores imobiliários do IPTU que pode impactar em um reajuste no imposto. A revisão não é feita há 24 anos.

Durante o debate, além da apresentação da parte técnica do estudo, o vereador Eduardo Print Jr (SDD) levantou a situação sobre a utilização dos recursos arrecadados, que poderiam ser usados para custear a folha de pagamento da prefeitura. A secretária chegou a citar a possibilidade de escalonamento dos salários na Prefeitura, fato confirmado no mesmo dia pelo Município.

Eduardo afirmou que o Executivo precisaria de um “ajuste político” para que a população entenda que a Prefeitura estivesse dando exemplo com a redução dos custos com a máquina pública, em especial, diminuindo os cargos comissionados. No entendimento do vereador, a população compreenderia a justificativa para o reajuste, na espera que a arrecadação se transformasse em benefícios a comunidade. “O governo não tem a credibilidade de falar em aumentar o imposto, se não enxugar a máquina. Hoje temos 221 servidores comissionados na Prefeitura e uma folha salarial acima de R$15 milhões e vamos pedir um reajuste para a população de R$30 milhões praticamente para pagar a folha no próximo ano. Tudo é um ajuste político que tem que ser feito. A parte política, o governo está deixando a desejar para o contribuinte. Quando ele tem a ciência que ele vai pagar R$100, R$200 de imposto a mais, aquilo será revertido a população e isso não está acontecendo, falo do lado político”, disse o vereador. 

A secretária da Fazenda, Suzana Xavier rebateu o questionamento do vereador, alegando que está sendo feito um estudo para uma proposta a ser enviada a Câmara Municipal, com o objetivo de criar uma nova estrutura organizacional. “Hoje os cargos comissionados da prefeitura, 40% dos cargos estão com os servidores. Vai ser enviado para a câmara, está sendo feito um estudo. Foi uma situação herdada pelo Galileu de cargos. Está feito uma nova proposta, que vai ser enviado para a Câmara uma nova estrutura organizacional. Há uma proposta de unir secretarias, de fazer uma nova reformulação. É um problema, mas não significa que seja o problema primordial. No mínimo, esse recurso (reajuste) vai ser revertido para educação e saúde. A gente sabe hoje, o prefeito Galileu sabe, que temos um déficit com a população uma questão de infraestrutura no município que precisa ser revisada”, informou. 

Equipe de Governo e Vereador debatem revisão do IPTU – Print Jr critica aumentar imposto para pagar excesso de nomeados

Prefeitura anuncia escalonamento de salários em Novembro e Dezembro

Postado originalmente por: Portal MPA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: