Roubo de carga em Divinópolis leva Polícia Civil a desarticular quadrilha especializada nesta modalidade criminosa

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) desarticulou uma organização criminosa especializada em roubo de cargas. Os suspeitos Guilherme Vinicius de Oliveira, 28, Glauber Henrique Lopes, 28, Yuri Gabriel de Oliveira Maria, 21, Luan Robert Machado de Oliveira, 22 e Diego César Meira, 23, integrantes do grupo criminoso, foram presos pela Polícia Civil durante o curso das investigações, que duraram aproximadamente seis meses.

A investigação contra a organização criminosa teve início no dia 25 de janeiro do corrente ano, após uma tentativa de roubo a uma transportadora que levava uma carga avaliada em um milhão de reais, em Divinópolis. Na ocasião, Alexsandro Dornas dos Santos, 31 anos, foi preso pela Polícia Militar, depois de entrar em luta corporal, em via pública, com o condutor do caminhão.

Após este fato, a Polícia Civil conseguiu identificar outros dois suspeitos envolvidos no crime ocorrido no dia 25 de janeiro, em Divinópolis, efetuando a prisão de Guilherme Vinicius e Glauber Henrique.

De acordo com o Chefe do Departamento de Investigações de Crimes contra o Patrimônio (Depatri), Delegado Rodrigo Bustamente, no caso da empresa vitimada em janeiro, a quadrilha contava com informações privilegiadas repassados por funcionário da própria empresa. “Foi constatado que estas informações eram relacionadas ao valor da carga, possíveis rastreadores contidos no veículo, chegando até mesmo a existir uma filmagem do caminhão, momentos antes da saída. Estes dados eram repassados por um funcionário que era sobrinho dos proprietários da transportadora, de nome Yuri Gabriel, que também acabou preso.” relatou.

O Delegado responsável pelas investigações, Sérgio Andrade, explicou que o grupo teve participação em pelo menos dois roubos de carga. “O primeiro ato, com subtração da carga avaliada em setecentos mil reais, ocorreu no dia 04 de janeiro de 2018. O segundo roubo, já na forma tentada, porque a subtração da carga não ocorreu por circunstancias alheias à vontade dos agentes, ocorreu no dia 25 de janeiro de 2018.” finalizou.

Luan Robert Machado de Oliveira e Diego César Meira também foram presos pela Polícia Civil no decorrer das investigações, mas já se encontram em liberdade. Os demais, foram encaminhados ao Sistema Prisional, à disposição da Justiça.

 

Postado originalmente por: Portal MPA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: