Cemig abre inscrições para o programa Jovem Aprendiz

Uma boa notícia nesses tempos de pandemia: a Cemig abriu, na última segunda-feira (10), as inscrições para o processo seletivo do programa Jovem Aprendiz. Trata-se de uma parceria entre a companhia, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e o Sindicato das Indústrias de Instalações Elétricas, Gás, Hidráulicas e Sanitárias no Estado de Minas Gerais (Sindimig), que visa a formação de mão de obra especializada para o setor de energia do estado de Minas Gerais.

O curso oferecido, que não poderia ter surgido em momento mais oportuno, é o de Aprendizagem Industrial de Eletricista de Redes de Distribuição de Energia Elétrica. A formação tem duração de aproximadamente 12 meses e é realizada por meio de duas turmas, sendo uma na parte da manhã e outra na parte da tarde, sem qualquer custo para os alunos. São mais de 100 vagas, distribuídas entre os municípios de Belo Horizonte, Uberlândia, Pará de Minas e Montes Claros.

As aulas serão ministradas pelo SENAI, sendo que toda a parte didática e de equipamentos – como a matriz de treinamento e os materiais disponibilizados para prática dos alunos, como uniformes, EPI’s, EPC’s, cabos, peças etc. – é fornecida pela Cemig, por meio de sua universidade corporativa, a UniverCemig, que possui larga experiência no conteúdo programático desse tipo de treinamento. As aulas terão início no segundo semestre deste ano. Mais informações sobre o processo seletivo – como pré-requisitos, documentação necessária e link para inscrição – podem ser encontradas no edital disponibilizado no site da Cemig.

Benefícios

De acordo com o gerente de Provimento e Desenvolvimento de Pessoas da Cemig, Rômulo Provetti, o programa possui forte cunho social, com foco no primeiro emprego. “A iniciativa é uma ação de responsabilidade social que vai ao encontro dos valores da Cemig de transformar vidas, oportunizar empregos e movimentar a economia por meio da energia. Ao concluir o curso, os aprendizes ainda podem ser contratados por empresas que prestam serviço para a Cemig”, explica.

“Enquanto participam do curso, os aprendizes têm contrato especial de trabalho com carteira assinada pela Cemig e recebem uniforme, bolsa no valor de meio salário mínimo, ticket refeição e vale transporte, além de terem o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) recolhido”, completa o gerente.

Postado originalmente por: Portal Onda Sul – Carmo do Rio Claro

%d blogueiros gostam disto: