Praga descontrolada: nuvem de gafanhotos movimenta novamente próximo á fronteira do Brasil

O reaparecimento de uma nuvem de gafanhotos na Argentina que assustou produtores rurais, assim como entidades do governo do país, volta a preocupar por sua proximidade com a fronteira brasileira. Neste sábado, 27, o Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar (Senasa) da Argentina informou que os insetos voltaram a ser avistados em uma localidade afastada, a 100 quilômetros de Uruguaiana, no Rio Grande do Sul.

As autoridades argentinas perderam a nuvem de vista na noite da última quinta-feira e a previsão de queda de temperatura e ventos fortes indicavam que os animais perderiam o poder de locomoção. Agora, os insetos estão na região de Curuzú Cuatiá, provícia de Corrienes. O Senasa confirma que a nuvem perdeu intensidade, mas indica que é preciso atenção.

Com o enfraquecimento da nuvem e o trabalho feito com aviões e defensivos por parte dos argentinos, é pouco provável que os gafanhotos atravessem a fronteira com o Brasil, mesmo se os ventos e a temperatura contribuírem.

De qualquer maneira, o Ministério da Agricultura declarou estado de emergência fitossanitária no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina devido ao risco de surto de gafanhotos nas áreas produtoras dos dois estados. Equipes do ministério e dos governos estaduais estão acompanhando a movimentação dos insetos e trabalhado em um plano de ação caso a nuvem chegue ao Rio Grande do Sul.

Uso de aviões no combate
O Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag) informou tem reunião com empresários aeroagrícolas da fronteira horas depois da aviação agrícola argentina ter realizado uma operação contra gafanhotos em Corrientes.

Foi realizada uma videoconferência com empresas aeroagrícolas da região de Uruguaiana, para repassar com aos empresários a quantidade de aeronaves disponíveis imediatamente para uma ação contra gafanhotos, caso a nuvem acabe se desviando para o território brasileiro.

Os insetos teriam sido localizados ontem, no final da tarde, pousados em uma área de campo, a 43 quilômetros no interior do município, com a operação sendo realizada ainda antes da noite, por um avião agrícola. Segundo o delegado das Confederaciónes Rurales Argentina (CRA), Martin Rapetti, a operação de ontem contou com dois aviões agrícolas e eliminou cerca de 15% da nuvem.

A frota aeroagrícola do Rio Grande do Sul é de 462 aeronaves, espalhadas em todo o Estado. Só em Uruguaiana, são 10 aviões prontos para operação imediata, o que é considerado mais do que suficiente para a região. Isso porque a nuvem, que em voo abrange uma área de até 10 quilômetros de comprimento por três de largura (equivalente a 3 mil hectares), quando pousa para se alimentar e passar a noite – do final da tarde até o início da manhã seguinte, ela se concentraria em uma área de até 10 hectares.

Fonte: Canal Rural

 

O post Praga descontrolada: nuvem de gafanhotos movimenta novamente próximo á fronteira do Brasil apareceu primeiro em .

Postado originalmente por: Portal Onda Sul – Carmo do Rio Claro

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: