Suspeito de comprar bebidas na internet com nome de outras pessoas é preso em MG

Um jovem de 25 anos é suspeito de usar dados bancários de outras pessoas para fazer compras pela internet em lojas de vários Estados do país. Segundo a Polícia Civil (PC), o rapaz disse ter comprado as informações das vítimas de um hacker pela internet. Ele usava esses dados para comprar bebidas de alto custo como uísque, gim e energético, de acordo com a polícia. Ele foi preso em sua residência, em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, na segunda-feira (25).

Os investigadores chegaram até o suspeito por meio de um contato feito pela equipe de vendas online de um mercado localizado no Luxemburgo, na região Centro-Sul da capital. “O departamento recebeu a informação de que um indivíduo estava fazendo, em um curto espaço de tempo, de dois dias, várias compras em cartão de crédito no e-commerce de determinado estabelecimento comercial de Belo Horizonte. A empresa desconfiou do valor gasto, da quantidade de compras em um curto espaço de tempo e do valor das compras. Ela fez o levantamento e fez o contato com as vítimas, que não reconheceram as compras”, relata o delegado Wagner Salles.

Diante da denúncia, investigadores foram até o estabelecimento em que o suspeito agendou para retirar os produtos. A mercadoria seria recebida por duas mulheres, que negaram envolvimento no crime. “Elas indicaram que estavam naquele local a pedido de um indivíduo que residia em Ribeirão das Neves”, diz o delegado. Os policiais foram até a cidade indicada pelas mulheres e localizaram o investigado. A polícia constatou que as mulheres não sabiam do crime.

Segundo a PC, o suspeito disse ter comprado os dados de um hacker na internet. Com ele, no momento da prisão, foram apreendidas informações de possíveis vítimas como nome, número de cartão de crédito e senhas. A maior parte das vítimas é de Minas Gerais, mas há registro de golpes na Bahia e no Pará.

De acordo com a delegada Cinara Rocha, o jovem assumiu o crime, e a polícia trabalha para localizar possíveis vítimas. “Ele utilizou o CPF de oito pessoas, então ele pode responder por um crime formal”, diz.

 

Fonte: O Tempo

O post Suspeito de comprar bebidas na internet com nome de outras pessoas é preso em MG apareceu primeiro em .

Postado originalmente por: Portal Onda Sul – Carmo do Rio Claro

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: