Vereadoras do Carmo buscam informar população sobre a situação da covid-19

As vereadoras Najara Ávila e Sueli das Graças de Melo (Lili das margaridas) estiveram, nesta segunda-feira (05), no Hospital São Vicente de Paulo. Diante da quantidade de contaminação e mortes pela covid-19 no município, elas foram se informar sobre a situação da doença na cidade.

As vereadoras foram recebidas pela gerente administrativa da instituição, Erenita Fernandes Lemos que apresentou um panorama grave. Ela destacou a escassez de medicamentos que vem ocorrendo no estado como um todo, e o aumento do consumo de oxigênio no hospital que subiu de 80 cilindros para 300 no mês. Disse que hoje a instituição possui 33 leitos dos quais 17 estão destinados a atender pacientes com covid-19. “Hoje nós temos 17 leitos e 290 casos suspeitos. Se 10% vira internação, o hospital entra em colapso”, explica Erenita.

Para tentar diminuir o número de internações, os médicos das unidades de Estratégia Saúde da Família (ESF) passaram a ajudar no monitoramento dos casos suspeitos. Apesar de ser uma iniciativa positiva para o enfrentamento da pandemia, isso reduziu os atendimentos feitos na atenção primária. A vereadora Najara disse que tem recebido muitas reclamações por causa dessa diminuição de atendimentos nos ESF e salientou a necessidade de se contratar mais médicos. “Os ESF precisam funcionar normalmente. Têm outras enfermidades que são tratadas nos ESF. Precisa contratar mais médicos para atender as situações de covid”, destacou a vereadora.

As vereadoras perguntaram para Erenita se existe algo que pode ser feito para acolher melhor os pacientes da covid-19. Ela disse que o hospital está providenciando mais duas cúpulas de ventilação não invasiva que vão auxiliar os pacientes em estado grave a esperar por um leito de UTI. No entanto, Erenita ressaltou que as pessoas estão se contaminando em reuniões em casa e que as “festinhas” precisam parar. “O pessoal precisa ficar em casa e ter os cuidados redobrados. Pra festa, esperar passar. Tudo passa”, disse a vereadora Lili das margaridas.

A vereadora Najara também pediu apoio da população para controlar a doença na cidade. Salientou que, mesmo que haja leito, os medicamentos estão em falta, o que agrava ainda mais a situação. “Hoje nosso maior problema é a questão da população achar que, porque tem um amigo, está em família, não precisa tomar os cuidados. Então, nós precisamos muito da conscientização, porque a situação do Carmo é gravíssima. Hoje, se nós não tomarmos essa consciência, infelizmente, nós vamos ter mais óbitos”, enfatizou a vereadora.

Fonte: Câmara Municipal de Carmo do Rio Claro

Postado originalmente por: Portal Onda Sul – Carmo do Rio Claro

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: