Fenômeno em 2010, ‘Dilmasia’ pode voltar em 2018

Fenômeno eleitoral de 2010, quando os eleitores mineiros votaram em Dilma Rousseff (PT) para a Presidência da República e Antonio Anastasia (PSDB), para o governo de Minas, o ‘Dilmasia’ é a aposta de muitos dos partidos que estão nas coligações das duas lideranças. Mas, desta vez, o ‘Dilmasia’ terá como opção Dilma para o Senado e Anastasia para o governo de Minas.
“Pelas pesquisas eleitorais, Dilma deve ser eleita. Como Anastasia lidera a corrida pelo governo de Minas, já ouvimos alguns prefeitos narrarem o voto em ambos, em seus colégios eleitorais”, afirmou uma liderança. Mas o fenômeno deve se repetir em menor escala, comparando com a eleição de 2010.
Neste ano, os mineiros escolherão dois senadores. Aqueles que compõem a chapa de Antonio Anastasia, Dinis Pinheiro (Solidariedade) e Rodrigo Pacheco (DEM) pontuaram, no último levantamento Datafolha, com 5% das intenções de voto e 6%, respectivamente. Já Dilma lidera a pesquisa com 25%.
Em outra ponta, Anastasia está em primeira posição no levantamento para a corrida ao governo de Minas. Tem 29% das intenções de voto. Já Pimentel aparece com 20%.
Dificuldades
A segunda vaga ao Senado é alvo de intensa disputa. Tirando Dilma do páreo, quem está melhor posicionado é o jornalista Carlos Viana (PHS). Porém, ele enfrenta uma dificuldade: como seu partido não tem coligação, ficará enfraquecido no quesito voto de legenda.
Na ‘cola’
Na “cola” da popularidade do ex-presidente Lula, o governador Fernando Pimentel (PT) lançará hoje o plano de governo dele em comício que deve contar com a presença do vice na chapa presidenciável, Fernando Haddad .
O local escolhido foi a Praça Duque de Caxias, em Santa Tereza. No comício, Haddad também falará sobre as propostas petistas para o governo federal.
O PT pretende levar 100 prefeitos ao ato, uma resposta à cobrança e manifestação de chefes dos executivos municipais que reclamam dívida bilionária do Estado para com as prefeituras.
Na semana passada, cerca de 500 prefeitos estiveram na capital para uma manifestação contra a retenção de verba pelo governo de Pimentel. No dia seguinte, muitos deles se encontraram com o adversário, Antonio Anastasia (PSDB).
Vaquinha
Depois do governador Fernando Pimentel, foi a vez do senador Antonio Anastasia promover jantar em adesão, financeira, à campanha.
O ingresso para o jantar, a ser realizado hoje no Automóvel Clube, é de R$ 5 mil por pessoa.

Postado originalmente por: Portal Sete

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: