Hospital é condenado a pagar multa de R$ 200 mil a mãe que perdeu bebê em parto

Uma mãe de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, ganhou na Justiça o direito de ser indenizada pela morte do filho por uma suposta negligência no parto, realizado no Hospital Sofia Feldman. A instituição foi condenada, em segunda instância, a pagar R$ 200 mil por, segundo dados do processo, induzir um parto normal quando a indicação era de cesariana.

A mulher contou à Justiça que, durante a gravidez, foi acompanha e submetida a vários exames e consultas que indicavam que o parto deveria acontecer por meio de cesariana na Maternidade Pública de Betim. No dia do parto, entretanto, a maternidade não tinha leitos disponíveis e encaminhou a gestante ao Hospital Sofia Feldman.

Já na instituição, a mulher afirma ter esperado seis horas para o atendimento e ficado 12 horas em trabalho de parto, sendo induzida ao parto natural por um enfermeiro, que, de acordo com a Justiça, não é o adequado para o ato. Somente após várias tentativas frustradas, a parturiente foi levada a um médico, que indicou a cesariana imediatamente.

O bebê nasceu e foi logo levado à Unidade de Tratamento Intensivo da instituição, mas faleceu um dia após o parto devido ao intenso sofrimento fetal a que foi submetido.

Embate judicial

A mãe entrou na Justiça alegando que eram evidentes os diversos sofrimentos aos quais ela teria sido submetida no parto, entre lesões materiais, psicológicas, morais e físicas. A indenização foi pedida para ressarcir danos morais decorrentes da morte sem estabelecer um valor e cerca de R$ 60 mil pelos danos materiais.

Em sua defesa, a instituição argumentou que a conduta adotada em relação à mulher foi correta do ponto de vista técnico e baseada nas melhores evidências científicas. Sustentou que as complicações apresentadas pelo recém-nascido foram decorrentes de deterioração aguda da condição fetal e que as intervenções para alterar o quadro foram empreendidas rapidamente, mas não foram suficientes para evitar as sequelas no bebê.

Em primeira instância, o pedido foi julgado improcedente, mas a mãe recorreu e o hospital não se defendeu. O desembargador Evandro Lopes da Costa, então, condenou o hospital ao pagamento de danos morais por considerar veementes os relatos dos fatos e patente o erro do profissional que atendeu a mulher. A indenização por danos materiais, entretanto, foi negada.

Procurado pelo, o Hospital Sofia Feldman ainda não se pronunciou sobre a condenação.

Postado originalmente por: Portal Sete

5 comentários em “Hospital é condenado a pagar multa de R$ 200 mil a mãe que perdeu bebê em parto

  • Avatar
    18 julho , 2019 em 09:34
    Permalink

    Today, I went to the beach front with my kids. I found a sea shell and gave it to my 4 year old daughter and said “You can hear the ocean if you put this to your ear.” She put the shell to her ear and screamed. There was a hermit crab inside and it pinched her ear. She never wants to go back! LoL I know this is entirely off topic but I had to tell someone!

  • Avatar
    29 maio , 2019 em 13:15
    Permalink

    Hey very cool website!! Man .. Beautiful .. Amazing .. I will bookmark your site and take the feeds also…I’m happy to find numerous useful information here in the post, we need develop more strategies in this regard, thanks for sharing. . . . . .

  • Avatar
    4 maio , 2019 em 20:41
    Permalink

    When I originally commented I clicked the “Notify me when new comments are added” checkbox and now each time a comment is added I get three e-mails with the same comment. Is there any way you can remove me from that service? Appreciate it!

  • Avatar
    26 abril , 2019 em 11:07
    Permalink

    My brother suggested I would possibly like this web site. He used to be entirely right. This publish actually made my day. You can not consider just how so much time I had spent for this info! Thanks!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: