Secretaria de Saúde de Jequitibá adota ações preventivas

A pandemia de coronavírus modificou os serviços e atendimentos feitos pela Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Jequitibá. Sem nenhum caso suspeito, a meta é manter a saúde pública sob controle. Por isso, medidas já foram tomadas em favor da população e da saúde de todos. A UBS Santíssimo Sacramento, por exemplo, atenderá em caráter eletivo as gestantes em horários agendados. Na Unidade Básica de Saúde ficam cancelados, desde 19 de março, todos os atendimentos agendados até a data de 31 de março.

Em conformidade com as orientações da Organização Mundial de Saúde, o Ministério da Saúde, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais e com o decreto municipal 21/20 assinado em 18 de março pelo prefeito Humberto Reis, o secretário de Saúde Múcio Eduardo da Silva fez outras determinações.
Uma delas é a respeito do acolhimento de pacientes com sintomas respiratórios (tosse, falta de ar, febre, coriza e outros). Para pacientes com esse quadro de saúde, foi providenciada uma tenda em frente às unidades com equipe exclusiva composta por médico e enfermeiro.

Assim, os pacientes suspeitos de infecção por coronavírus serão atendidos no Centro de Saúde Fidelis Diniz Costa em um setor isolado (em adequação) por médico específico para esse fim. Sendo descartada a suspeita, o paciente será atendido, orientado e liberado para casa.
Já os casos avaliados como graves serão encaminhados para os setores de referência em Sete Lagoas. O transporte bem como os profissionais que atenderão pacientes suspeitos serão exclusivos, não havendo contato com outros usuários. O Centro de Saúde Fidelis Diniz Costa irá priorizar os atendimentos de urgência e emergência seguindo o modelo do Protocolo de Manchester.

Os casos suspeitos, mas sem gravidade, serão encaminhados para isolamento domiciliar sob supervisão da equipe das Estratégias de Saúde da Família. Em virtude da proliferação do coronavírus em Minas Gerais e no Brasil, em Jequitibá as equipes de agentes comunitários de Saúde não irão realizar visitas domiciliares de rotina, somente em casos de urgência. Porém, as famílias permanecerão sendo atendidas, pois o monitoramento será por telefone.

Por sua vez, os agentes comunitários de Endemias permanecerão a fazer visitas normalmente, além de dar suporte de prevenção contra o coronavírus através de orientações e monitoramento à população.
É importante frisar que todos, a Prefeitura de Jequitibá e os moradores, estejam unidos na luta contra o coronavírus. Por isso, algumas ações são importantes. Veja como você pode ajudar a cuidar de sua própria saúde, de seus familiares, amigos e vizinhos. “Orientamos a toda a população a evitar aglomerações e locais fechados”, afirma o secretário Múcio Eduardo da Silva. “É preciso sempre manter uma distância mínima de 1 metro das pessoas, permanecer em casa sempre que possível, lavar as mãos constantemente com água e sabão, higienizar as mãos com álcool em gel ou álcool 70% friccionando por 15 segundos, evitar tocar olhos, nariz, boca e mucosas, cobrir boca e nariz com a dobra interna do braço ao espirrar e/ou tossir, não compartilhar objetos de uso pessoal, evitar contato próximo com qualquer pessoa com infecções respiratórias no geral, utilizar lenços descartáveis para higiene nasal e a manter os locais sempre bem limpos e ventilados”, aconselha o secretário de Saúde.

Outros cuidados são necessários, aponta Múcio Eduardo da Silva. “Orientamos que idosos, pessoas com doenças crônicas e crianças menores de 2 anos, que estão dentro do grupo de vulnerabilidade, devem ter maior precaução”, orienta.
Atendimentos suspenso – Todas as consultas e exames agendados fora de Jequitibá (CISMICEL, Belo Horizonte e outros) estão temporariamente suspensos. O tratamento fora do domicílio realizados em outros municípios somente serão feitos em caso de urgência, como hemodiálise e oncologia, por exemplo. Da mesma forma, estão suspensas todas as atividades coletivas até o dia 31 de março de 2020, podendo sofrer prorrogações.

A participação da população nesse novo modelo de atendimento na saúde pública é fundamental para manter o coronavírus sob controle. Diante dessa nova realidade imposta pelo vírus, os atendimentos no geral podem demorar. Logo, os pacientes serão atendidos de acordo com prioridades. Aqueles que forem pouco urgentes podem esperar até duas horas. Para que as equipes médicas tenham êxito em seu trabalho, pede-se a conscientização da população para comparecer às unidades de saúde somente para casos estritamente necessários. A finalidade é evitar aglomerações, fator de risco para a proliferação da doença. A presença de acompanhantes será permitida somente para idosos frágeis, crianças e demais pacientes que realmente precisam.

Assessoria de Comunicação Social

Postado originalmente por: Portal Sete

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: