Serviços ambulantes de alimentação passam a ser considerados essenciais em Minas

A informação foi dada no início da tarde desta quinta-feira, durante entrevista coletiva da Secretaria de Estado de Saúde, pelo secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio.

O trabalho de pipoqueiros, barracas de cachorro-quente, e food trucks passa a ser considerado atividade essencial em Minas Gerais, em meio a pandemia da covid-19.

A informação foi dada no início da tarde desta quinta-feira, durante entrevista coletiva da Secretaria de Estado de Saúde, pelo secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio.

“A atividade econômica de serviços ambulantes de alimentação agora faz parte dos serviços essenciais e o protocolo a ser seguido é o de restaurantes, bares e padarias. Então, pipoqueiros, cachorro quente, food truck, tudo isso agora está oficialmente na onda verde, foram considerados como os segmentos essenciais”, disse.

Itatiaia

Postado originalmente por: Portal Sete

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: