Funcionários demitidos no ano passado do hospital de Caratinga relatam não ter recebido o salário prometido

Alguns funcionários que foram demitidos do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, de Caratinga, no ano passado, procuraram a nossa equipe de jornalismo para se queixar da falta do pagamento combinado pelo Estado. Alguns deles dizem estar passando por dificuldades financeiras e já procuraram a justiça para tentar resolver a situação.

Francisco Paulo trabalhou como recepcionista e foi um dos demitidos. Ele explica que não recebeu nenhuma parcela do salário combinado:


A situação foi transmitida à diretoria do hospital, que informou que todas as dívidas trabalhistas foram reunidas em um processo. Segundo o hospital, mensalmente é depositada uma quantia que, somada aos créditos a receber dos municípios que integram a microrregião da saúde, seria suficiente para pagar os débitos trabalhistas.

Os débitos de alguns municípios com o hospital superam R$ 2,9 milhões, valor suficiente para quitar toda a dívida trabalhista existente.

O hospital é filantrópico e depende, quase que exclusivamente, de verbas públicas. Com os constantes atrasos do Estado e inadimplência dos municípios não tem sido possível cumprir todos os compromissos assumidos.

A instituição esclarece que várias demissões ocorreram para diminuir custos e, em momento algum, servidores procuraram a administração do hospital depois de  9 de abril de 2018, quando foi encerrada a intervenção consensual do Ministério Público.

 

 

Postado originalmente por: Rádio Cidade – Caratinga / MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: