Pedro Cine Fotos
Caratinga e Região

Ministério Público suspeita de irregularidades na promoção da Feira da Paz e Expo Agro

Por: Rádio Cidade - Caratinga 06/12/2017 17:07

O Ministério Público, através das Promotorias de Justiça de Manhuaçu e do GAECO de Ipatinga, com apoio das polícias Militar e Civil de Manhuaçu, deflagrou uma operação conjunta para investigar possíveis irregularidades na 38ª Feira da Paz e na II Expo Agro de Manhuaçu. Os eventos aconteceram em novembro de 2017.

De acordo com a denúncia, as licitações das empresas que prestaram serviço para as duas festas teriam sido fraudadas. Entre as empresas investigadas estão: Margem Produções e Estruturas Ltda – ME e LO Teixeira Produções.

O Juízo Criminal da 2ª Vara da Comarca de Manhuaçu autorizou busca e apreensão de documentos, computadores e celulares de investigados. Também foram expedidos dois mandados de prisão temporária dos ex-prefeitos de Caputira, empresários Jairo de Cássio Teixeira e o filho dele Wanderson de Oliveira Teixeira.

A ordem judicial foi cumprida na Prefeitura de Manhuaçu e nas residências dos investigados nas cidades de Manhuaçu, Caputira, Abre Campo, São José da Lapa, Engenheiro Caldas, lúna/ES e Venda Nova do Imigrante/ES. Cinco pessoas foram conduzidas para prestar depoimento no Ministério Público.

Em nota oficial, a Prefeitura de Manhuaçu informou que todos os documentos foram encaminhados no tempo e na forma solicitados. “Quanto ao Pregão Presencial realizado publicamente para a Feira da Paz, a administração reitera que tem adotado todos os mecanismos para garantir o máximo de transparência em seus atos, permitindo a fiscalização e o controle pelo Tribunal de Contas do Estado, Ministério Público e pelos cidadãos”.

Reiterou, ainda, a “confiança integral na Comissão Permanente de Licitação, que atua há mais de doze anos na Prefeitura Municipal, bem como no trabalho da Secretaria de Cultura e Turismo do município”.

Postado originalmente por: Rádio Cidade – Caratinga / MG

%d blogueiros gostam disto: