Movimento grevista dos caminhoneiros vai perdendo força após dez dias de paralisação

A paralisação dos caminhoneiros chega ao décimo dia com número de bloqueios nas estradas menor em relação ao começo do movimento. O último balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF) indica apenas três pontos de protesto em todo país nesta quarta-feira: no Ceará, no Distrito Federal e em Minas.

A paralisação dos caminhoneiros chega ao décimo dia com número de bloqueios nas estradas menor em relação ao começo do movimento. O último balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF) indicou apenas três pontos de protesto em todo país nesta quarta-feira: no Ceará, no Distrito Federal e em Minas.

As manifestações próximas a Caratinga também estão perdendo força. Não há mais caminhoneiros mobilizados no trevo de Realeza. Em Inhapim, o movimento também começa a desmobilizar, como conta um dos líderes do grupo, o caminheiro Joandir Salvador, “Jandirão”.


Um pequeno grupo se mantém concentrado no Bairro das Graças, em Caratinga, onde a rodovia foi interditada por alguns minutos no início da tarde de hoje (30). Segundo os caminhoneiros, pessoas não identificadas atearam fogo em pneus e bloquearam a pista. Os manifestantes afirmaram que o ato não tem ligação com a greve da categoria eles próprios retiraram o material incendiado e liberaram a rodovia. Bombeiros militares estiveram no local e lavaram a pista.

Na manha de hoje (30) uma filmagem da TV Super Canal flagrou o momento em que dois caminhões seguiam pela BR-116, sentido Caratinga, quando alguns caminhoneiros reunidos no Bairro das Graças foram para o centro da pista e começaram a acenar para os motoristas. Com medo, os caminhões entraram rapidamente no Bairro das Graças e depois retornaram.

De acordo com o policial rodoviário Fernando César, esta prática é considerada crime.

Postado originalmente por: Rádio Cidade – Caratinga / MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: