Novos gestores do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora ainda não foram nomeados

Ainda não há definição quanto à equipe que irá administrar o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, em Caratinga. A comissão interventiva que assumiu o hospital no dia 11 de maio ainda não indicou os novos gestores e diretores, apesar do prazo estipulado para a nomeação já ter terminado.

A mesa interventiva foi nomeada pelo Governo do Estado para tentar colocar as contas em ordem e amenizar os reflexos da grave crise financeira que tem prejudicado o atendimento à população de toda a microrregião. Compõem esta mesa o superintendente regional de Saúde de Coronel Fabriciano, Wagner Barbalho, representando o Estado; a secretária de Saúde de Vargem Alegre, Jaqueline dos Santos, representando o Conselho de Secretários Municipais de Saúde; o advogado Carlos Roberto Baracky, da secretaria de Saúde de Caratinga; Ranulfo Moreira Cunha Filho, procurador-geral, representando o município de Caratinga; a promotora Flávia Alcântara, representando o Ministério Público, e o auditor João Batista da Silva, representando o Ministério da Saúde.

De acordo com informações do advogado Carlos Roberto Barack, que compõem a comissão especial, o prazo para recebimento das propostas de instituições interessadas em administrar o Nossa Senhora Auxiliadora terminou hoje (17). A Associação Mineira de Assistência à Saúde (Aminas), entidade filantrópica sediada em Bom Jesus do Galho que gere o hospital daquele município, manifestou interesse. Há também expectativa quanto ao envio de proposta da Fundação São Francisco Xavier, mantenedora do Hospital Márcio Cunha, de Ipatinga.

Em meio aos problemas de gestão, está a dívida do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, estimada hoje em cerca de R$ 35 milhões.

 

  • Com informações do Diário de Caratinga

Postado originalmente por: Rádio Cidade – Caratinga / MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: