Anuncie
Uberaba e Região

Aproveitamento de imóveis antigos pode ser alternativa para comércio

Por: Rádio JM 730 AM 22/10/2017 0:30

Aumenta a procura de empresários interessados em transformar imóveis tombados e inventariados em pontos comerciais. Segundo a historiadora do Conselho do Patrimônio Histórico e Artístico de Uberaba (Conphau), Maria Aparecida Manzan, nos últimos meses a quantidade de pessoas em busca de informações para a transformação desses imóveis aumentou significativamente, o que é bom para o comércio, bem como para a preservação do patrimônio histórico e arquitetônico do município.
Ontem foi inaugurada em Uberaba mais uma loja da rede O Boticário. Seguindo essa tendência, a nova loja está instalada em imóvel tombado pelo patrimônio arquitetônico e histórico de Uberaba na avenida Leopoldino de Oliveira, próximo ao cruzamento com a Guilherme Ferreira. O imóvel passou por restauração, seguindo as determinações do Conselho, para preservar todas as características da construção original.
“Instalar-se em um imóvel inventariado ou tombado é interessante porque é um atrativo para o cliente, chama a atenção das pessoas, que às vezes vão ao local para conhecer o espaço e acabam consumindo. Deixa a cidade mais bonita e ainda, em alguns casos, o uso deste espaço chega a ser questão de saúde pública, uma vez abandonados há muito tempo”, explica Maria Aparecida. A historiadora destaca que é possível realizar a reforma do local, como trocar piso, arrumar portas, enfim, realizar melhorias, desde que não afete a característica original. “É possível reformar, não somos contra, só não permitimos a demolição. Por isso, é importante que a pessoa interessada nestes imóveis busque o Conphau, se informe, para depois fazer as mudanças”, diz.
A Associação Centro Forte e Conphau vêm discutindo alternativas para o aproveitamento imóveis antigos que estejam abandonados no centro da cidade. Algumas reuniões já foram realizadas.

Postado originalmente por: JM Online

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: