28 Congresso
Uberaba e Região

Autuações do Departamento de Posturas cresceram 34% em 2017

Por: Rádio JM 730 AM 11/02/2018 0:30

Foto/Sandro Neves

Áreas com lixo e mato alto registraram o maior número de autuações, seguidas de problemas nas calçadas
Departamento de Posturas divulga balanço de 2017 e mais de quatro mil autuações foram realizadas. Conforme o levantamento, houve aumento de 34,6% no número de autuações registradas em 2017, quando comparado com 2016, e a maioria delas está relacionada à limpeza de terrenos. 
De acordo com os dados repassados, em 2017 os fiscais do Departamento de Posturas fizeram 4.447 autuações e em 2016 foram 3.304. Das mais de quatro mil autuações, 2.105 são de revistorias, casos de reincidência. A maioria dos casos está relacionada à falta de limpeza em terrenos, com 1.391 autuações. “O aumento no número de autuações mostra que estamos mais vigilantes e de olho nas irregularidades, mas, por outro lado, também demonstra que as pessoas não estão seguindo as determinações. Quanto aos terrenos, são vários em situação irregular, sujos, sem passeio, sem muro, principalmente com mato alto, o que gera preocupação em relação à saúde pública e à segurança”, explica o diretor do Departamento de Posturas, Renê Inácio.

Além dos terrenos, segundo Renê, outra infração chamou a atenção em 2017, desta vez em relação às calçadas. Ao todo houve 406 autuações referentes a passeios que não estavam em boas condições, com buracos, por exemplo, e 509 pela falta de calçada. “É uma situação que preocupa, devido à acessibilidade de qualquer pessoa. O passeio é um espaço público, para o trânsito de todos, e ele precisa estar acessível, principalmente para deficientes. No ano passado, tivemos vários casos, e este ano estamos de olho nos passeios”, destaca Renê.

Outra questão que merece destaque são as casas abandonadas. Em 2017, foram lavradas 147 autuações e houve reincidência de 93 casos. “No ano passado, começamos a adotar uma postura diferente quanto às casas abandonadas. Além da autuação, instauramos processo administrativo de demolição; ao todo, foram 53 casos, sendo que cada um é analisado separadamente. Mais de 100 imóveis estão sendo monitorados”, revela Renê.

Para finalizar, o levantamento do Departamento de Posturas trouxe resultado positivo. No ano passado, 1.153 casos foram resolvidos, ou seja, os fiscais retornaram a esses locais e não constataram mais problemas. “Em cerca de 30% a 40% dos imóveis autuados os proprietários fizeram sua parte e cumpriram a sua obrigação”, destaca o diretor.

Postado originalmente por: JM Online

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: