Cidades mineiras já aderiram à força-tarefa para compra direta de vacinas contra a Covid; Uberaba ainda não

 

Consórcio formado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) para a compra direta de vacinas contra a Covid-19 já tem a adesão de pelo menos 109 cidades mineiras, entre elas, a capital Belo Horizonte e a vizinha Uberlândia, que vive situação dramática nas últimas semanas. Ainda não há qualquer previsão de adesão de Uberaba, no entanto.

Ao todo, pelo menos 460 cidades já aderiram ao consórcio, sendo 18 capitais. São Paulo, Porto Alegre e Brasília, no entanto, ainda não fazem parte da lista. A ideia da FNP é a criação de uma pessoa jurídica para a viabilização da compra de imunizantes que não estão sendo comercializados com o governo federal. A expectativa é que até o fim do mês já tenham um CNPJ para tratar com os laboratórios. Os prefeitos interessados têm até sexta-feira (5) para se cadastrarem. Os municípios interessados precisam preencher formulário disponível no site da entidade para formalizar o interesse de participar da ação.

Senado aprova MP para compra de vacinas por estados sem licitação

Além de BH e Uberlândia, Araxá, Contagem, Juiz de Fora, Ituiutaba, Ubá, Patos de Minas e Santa Luzia também já aderiram ao consórcio. Após a adesão, os prefeitos deverão enviar projeto de lei à Câmara Municipal para autorizar a transação internacional via consórcio. Os vereadores terão duas semanas para aprovar o projeto. Caso contrário, o município será automaticamente descartado do consórcio. A data limite para que tudo isso esteja sacramentado é 22 de março.

A Frente Nacional de Prefeitos realizou reunião virtual na segunda-feira (1), mas a prefeita Elisa Araújo (Solidariedade) não participou. “A prefeita está em outro compromisso, por isso ela não irá participar. No entanto, a decisão tomada na reunião da FNP será avaliada”, informou a assessoria de imprensa da Prefeitura de Uberaba na ocasião, acrescentando que a secretária-adjunta de Saúde, Fabiana Prado, representou o Executivo municipal na reunião diante da indisponibilidade da prefeita. A assessoria ainda justificou a ausência pontuando que Uberaba não integra a FNP, o que não é verdade, conforme explicou a jornalista Lídia Prata, na coluna Alternativa.

A reportagem do Jornal da Manhã acionou a assessoria de imprensa da Prefeitura de Uberaba para saber se a proposta da FNP já foi avaliada pela prefeita Elisa Araújo e ainda não obteve retorno. O espaço está aberto à manifestação.

 

 

Postado originalmente por: JM Online – Uberaba

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: