Descarte irregular de massa asfáltica pode causar câncer, alerta ambientalista

Associação dos Moradores do bairro Tancredo Neves denunciam descarte irregular de resíduos de massa asfáltica em área verde do bairro. Os moradores solicitam que o município faça a retirada do material antes do período de chuva para minimizar os impactos ao meio ambiente. Jose Sidney, ambientalista e presidente da associação do bairro, conta que o material é altamente poluente e foi depositado em área no final da rua Virgínia Filipina da Silva.

“Com a chuva, esse material pode cair no Rio Uberaba, o que configura crime ambiental previsto na Lei Municipal 389/2008 do Código Municipal de Meio Ambiente e na lei federal 9605/1998 de crimes ambientais. Estes resíduos da massa asfáltica têm Hidrocarbonetos Policíclos Aromáticos (HPAs), que são altamente poluentes, no solo, na água e na atmosfera. É um caso de saúde pública podendo levar doenças às pessoas como o câncer devido a presença de acenonaftilileno, fluoreto, naftaleno, entre outros”, explica.

De acordo com o morador, o caso é isolado, mas se faz necessária a solicitação de retirada para que os impactos sejam os menores para um bem comum. “Segundo as normas os resíduos de massa asfáltica, são classificados como classe A (construção civil) e devem ser reciclados ou destinado ao aterro da construção civil. Uberaba tem lei e aterro para cumprir as normas legais, então não justifica o descarte acontecer de forma incorreta”, conclui.

O JM Online entrou em contato com a assessoria da prefeitura, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria. O espaço segue aberto à manifestação.

Postado originalmente por: JM Online – Uberaba

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: