Diretores do #Ninfabebê buscam talentos para série derivada do filme

 

Foto/Ari Morais

Aldo Pedrosa, Ricardo Tilin e Arionilson Ramiro de Morais querem levar o sucesso #Ninfabebê às telinhas. O filme, que é totalmente uberabense, acumulou mais de 50 premiações internacionais e aborda temas como o exibicionismo, voyeurismo e o uso excessivo das mídias sociais.

Após tanto sucesso, os diretores estão apostando em “#Ninfas”, que pretende ser série de ficção com 10 episódios, com a possibilidade de desdobrar-se em outras temporadas. A obra tem caráter de suspense e drama para apresentar um retrato da atual geração de adolescentes, chamados de millennials, que nasceram neste século/milênio e desconhecem um mundo em que não exista o computador, o telefone celular e a internet.

“#Ninfas” mostrará como os relacionamentos adolescentes são hoje dependentes dos smartphones conectados à internet. A série acompanhará todos os problemas típicos que estes millennials enfrentam diante da realidade atual e, dentre os personagens, destacam-se as quatro garotas protagonistas.

Estão abertas as inscrições para teste de elenco do episódio piloto até o dia 3 de fevereiro, em busca de pessoas com idades entre 15 e 26 anos. Mais informações em: http://bit.ly/elenconinfas e www.technoscopefilms.com

A narrativa da série “#Ninfas” pretende realizar uma interessante relação entre a realidade de uma escola pública (sem os filtros e maquiagens comumente usados ao se mostrar o dia-a-dia dos estudantes de nível médio) e a mitologia greco-romana. Isso ocorrerá ao passo que a grande maioria dos personagens na trama serão diretamente inspirados em figuras mitológicas e trarão características que remeterão ao mito desses personagens.

É importante ressaltar que a série “#Ninfas” propõe é um formato de produção com qualidade técnica muito além daquela obtida com filme “#ninfabebê”, pois vislumbra-se um orçamento muito maior e coerente com a proposta: em média R$ 400.000,00 por episódio. O filme “#ninfabebê” foi uma significativa experiência de “cinema guerrilha de custo mínimo” e que, ainda assim, trouxe ótimos resultados de público e crítica.

Sobre o Filme #Ninfabebê
Escrito e dirigido por Aldo Pedrosa, co-criador desta obra, o longa adotou a estética citada, porém em menor grau de complexidade, por conta do limitado orçamento de apenas R$ 20.000,00. Ainda assim, “#ninfabebê” conquistou 50 louros em festivais nacionais e internacionais, totalizando: 23 seleções oficiais, 9 prêmios principais, 1 menção honrosa, 7 indicações e prêmios secundários, 3 finais, 6 semifinais e 1 alta recomendação, e circulou por importantes festivais em Hollywood, Nova York, Londres, Madri, Moscou, Calcutá, Cardiff, Rio de Janeiro, São Paulo, entre outros. O longa-metragem foi exibido no circuito comercial de salas de cinema brasileiras e está atualmente em exibição internacional em algumas plataformas de VOD dos Estados Unidos, Canadá e leste asiático.

Postado originalmente por: JM Online – Uberaba

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: