Flanelinha atua no centro da cidade e comerciantes reclamam de coação

 

Flanelinha continua “trabalhando” irregularmente na praça Frei Eugênio, no entorno do colégio Minas Gerais, região central da cidade. Ação de coação foi reclamada mais uma vez à reportagem do Jornal da Manhã, que esteve no local e apurou queixas de comerciantes.
Vendedor que trabalha em comércio próximo do local afirma que o flanelinha oscila de humor muito rapidamente. “Tem hora que ele está tranquilo, após pouco tempo aparece aqui ameaçando todo mundo, fala que vai dar facada. A gente fica com medo”, revela.
Para falar com a reportagem, inclusive, vendedor solicitou que não ficássemos à vista do flanelinha. Outro vendedor, de outro comércio, afirma que são frequentes as ameaças e que, quando a Polícia Militar é acionada, o flanelinha some e pouco tempo depois reaparece no local ainda mais enfurecido.
A maioria dos comerciantes afirma que a ação inibe clientes que vão até o local e que houve episódio na semana passada, quando o flanelinha brigou com o motociclista no local. “O motociclista parou e o flanelinha falou alguma coisa que ele não gostou, e ele partiu para cima do flanelinha, desferindo golpes com o capacete”, lembra. Por fim, vendedor lamentou o fato e pediu solução para o problema.
Em fevereiro, reclamação similar foi enviada ao JM, e o repórter-fotográfico Jairo Chagas, naquela ocasião, conversou com o flanelinha no local, que ainda perguntou se iria sair no jornal. Porém, desta vez, observando o comportamento agressivo, o registro das imagens necessitou ser feito a distância, no interior de um veículo.

Postado originalmente por: JM Online – Uberaba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: